Truck: Roberval Andrade vence em Londrina

Piloto vence com final dramático. Felipe Giaffone chega em terceiro e assegura a liderança do campeonato

O paulista Roberval Andrade (Scania) venceu neste domingo (22) a 6ª etapa do Campeonato Sulamericano e Brasileiro de Fórmula Truck, GP Aurélio Batista Félix, realizada no Autódromo Internacional Ayrton Senna de Londrina. Roberval conseguiu a vitória depois passar momentos dramáticos nas últimas voltas, quando seu Scania começou mostrar uma fumaça ao redor de todo os sistema de propulsão. “Vi a fumaça pelo retrovisor e senti que havia óleo pingando na roda traseira. Já sabemos que foi o cano de retorno do óleo lubrificante do motor que quebrou. O que vale é que consegui chegar depois de várias promessas que não sei como irei cumprir”, contou com bom humor Roberval Andrade.

Roberval foi também o vencedor da Copa Cyrstal e ganhou um carro zero km, premiação concedida a cada três etapas ao piloto que somar o maior número de pontos nas três provas anteriores. E agora o piloto da Scania Corinthians Motorsport se aproximou dos ponteiros, assumindo a terceira posição com 101 pontos contra 113 do vice-líder Valmir Benavides e 116 o líder Felipe Giaffone.

A liderança do campeonato mantida por Felipe Giaffone (Volkswagen) teve um histórico memorável na prova de Londrina. O piloto largou em 21º e conseguiu superar as dificuldades de ultrapassagens do circuito, recebendo a bandeirada final em terceiro. “Nem eu esperava fazer uma prova tão boa. Tomei alguns sustos nas ultrapassagens, mas foram todas disputas de corrida”, contou Felipe Giaffone, com sua forma sempre no sentido de um gentleman.

O piloto da DF Motorsport Ford Danilo Dirani foi o segundo colocado na prova onde largou na pole position, superado na largada por Adalberto Jardim (Volvo) que em seguida foi punido pela direção de prova com queima de largada. “Eu perdi tempo com a queima de largada do Jardim. Talvez eu pudesse ter alcançado o Roberval no final. Mas estou contente com o segundo pódio, resultado que a equipe DF Motorsport merece”, disse Dirani, elogiando o trabalho de Djalma Fogaça o dono da equipe. Dirani chegou a perder a segunda posição para o piloto de Londrina Leandro Totti (Mercedes-Benz) que após seis ultrapassagens entre os ponteiros, abandonou a prova na 18ª volta por quebra mecânica. Totti recebeu críticas dos pilotos que participaram da coletiva de imprensa por uma atitude que segundo eles quase ocasionou um acidente grave. Na relargada da bandeirada programada, Leandro Totti que liderava a prova no momento, freou forte pouco antes da bandeirada. “Ele deveria receber uma punição severa pelo que fez. Ele não teve noção do perigo que nos colocou com uma freada a mais de 160 km/h. Isso é um esporte, ele precisa se conscientizar”, lembrou Benavides.

O que se esperava uma corrida travada pelo circuito de difíceis ultrapassagens, a prova desse domingo foi com muitas alternâncias de posições e acidentes com lances que agitaram o público de aproximadamente 30 mil pessoas. Logo na primeira volta um acidente envolvendo Pedro Muffato (Scania), Wellington Cirino (Mercedes-Benz), Bruno Junqueira (Ford) e Paulo Salustiano (Volvo) já deixou os três últimos nos boxes com pneus furados. Segundo eles, acidente causado por Pedro Muffato que empurrou todos na segunda curva do circuito. Apesar de insistência de alguns deles como Wellington Cirino, a volta a pista não teve longa vida. Com os dois pneus traseiros direito furados a equipe optou por trocar apenas o de fora e colocar uma calibragem bem mais alta. “Não havia tempo e assim mesmo tentamos fazer alguma coisa. Não era meu dia mesmo”, lamentou Wellington Cirino que perdeu uma posição na tabela do campeonato e está em quarto com 91 pontos.

A próxima etapa da Fórmula Truck está marcada para Buenos Aires, Argentina, no dia 19 de setembro.

Resultado da 6ª etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck: 1) Roberval Andrade, SP (Scania); 2) Danilo Dirani, SP (Ford); 3) Felipe Giaffone, SP (Volkswagen); 4) Valmir Benavides, (Volkswagen); 5) Renato Martins, SP (Volkswagen); 6) Geraldo Piquet, DF (Mercedes-Benz); 7) Beto Monteiro, PE (Iveco); 8) Fred Marinelli, SP (Iveco); 9) Adalberto Jardim, SP (Volvo); 10) Fabiano Brito, PR (Ford); 11) José Maria Reis, GO (Scania); 12) Pedro Muffato, PR (Scania); 13) Cristiano Da Matta, MG (Iveco); 14) João Maistro, PR (Volvo); 15) Anderson Toso, RS (Ford); 16) Bruno Junqueira, MG (Ford); 17) André Marques, SP (Scania). Não completaram a prova: Leandro Totti, PR (Mercedes-Benz) e Débora Rodrigues, SP (Volkswagen) – 19 voltas; Paulo Salustiano, SP (Volvo) – 14 vts.; Leandro Reis, GO (Scania) – 13 vts.; José Cangueiro, SP (Mercedes-Benz) – 12 vts.; Wellington Cirino, PR (Mercedes-Benz) – 9 vts. e Vignaldo Fizio, SP (Ford) – 1 volta.
Melhor volta: Felipe Giaffone, 1min39s385.

Classificação do campeonato após 6 etapas: 1) Felipe Giaffone, 116 pontos; 2) Valmir Benavides, 113 pts.; 3) Roberval Andrade, 101 pts.; 4) Wellington Cirino, 91 pts.; 5) Geraldo Piquet, 54 pts.; 6) Leandro Reis, 48 pts.; 7) Renato Martins, 45 pts.; 8) Danilo Dirani, 44 pts.; 9) Paulo Salustiano, 43 pts.; 10) Leandro Totti, 40 pts.; 11) Beto monteiro, 34 pts.; 12) Pedro Muffato, 29 pts.; 13) André Marques e Adalberto Jardim, 23 pts.; 15) Fred Marinelli, 19 pts.; 16) Diumar Bueno, 16 pts.; 17) Débora Rodrigues, 14 pts.; 18) José Maria Reis, 13 pts.; 19) Bruno Junqueira, 9 pts.; 20) José Cangueiro, 7 pts.; 21) João Maistro, Cristiano Da Matta e Fabiano Brito, 6 pts. e 24) Anderson Toso e Vignaldo Fizio, 3 pontos.

Classificação de marcas: 1) Volkswagen, 276 pontos; 2) Scania, 213 pts.; 3) Mercedes-Benz, 192 pts.; 4) Volvo, 84 pts.; 5) Ford, 62 pts.; 6) Iveco, 59 pontos. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *