Truck: Roberval, líder, prevê corrida desgastante na quarta etapa em Guaporé

Piloto da Roberval Motorsport acredita num número maior que o habitual de pilotos com chances reais de disputar a vitória.


A quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck confrontará os 25 pilotos da categoria neste domingo (11), no Autódromo Internacional Nelson Luiz Barro, em Guaporé. A corrida na Serra Gaúcha conduz a temporada 2006 à conclusão de sua primeira metade e pode proporcionar um esboço da lista com os nomes dos pilotos que, nas cinco provas seguintes, vão disputar o 11º título da história da categoria dos caminhões.

O traçado de Guaporé, com 3.080 metros, é segundo mais curto entre os confirmados no calendário. Em extensão, está à frente do anel externo de Brasília, onde em dezembro acontecerá a última prova do ano, com 2.919,45 metros. Essa característica, somada à alta abrasividade do asfalto, deve proporcionar uma das corridas mais acirradas do ano. “O número de candidatos à vitória será bem maior que o habitual”, opina o piloto Roberval Andrade.

Roberval é um dos líderes do campeonato. Vencedor da corrida disputada em São Paulo no dia 21 do mês passado, tem 51 pontos e empata em primeiro lugar com o paranaense Wellington Cirino, que ainda não venceu nenhuma prova em 2006. Em terceiro lugar, com 48 pontos, aparece Pedro Muffato, outro piloto do Paraná, que venceu a etapa de Fortaleza. O também paranaense Leandro Totti, que ganhou em Caruaru, é o quarto, com 37.

A expectativa geral é de que o desgaste do equipamento represente uma das principais preocupações para pilotos e equipes. “Para os caminhões pesados, esse desgaste deve ser mais expressivo”, acredita Roberval, citando os modelos com motores de 12 litros, que se aproximam das cinco toneladas de peso. Os três primeiros colocados na pontuação competem com caminhões assim. Andrade e Muffato pilotam caminhões Scania. Cirino, um Mercedes-Benz.

Ciente das dificuldades que vai enfrentar a bordo do Scania número 15 da Roberval Motorsport, em que tem as cores e logomarcas de Consórcio Nacional Scania, Banco Panamericano, Rodafuso, Knorr-Bremse, Frum, NSK, KS e Guerra, Andrade propõe-se a uma corrida de cautela. “Quem souber administrar melhor o desgaste da corrida vai se sair melhor. Nós vamos procurar a estratégia que nos dê mais condições de poupar o equipamento”, comenta.

Andrade, vencedor da etapa de Guaporé em 2002 – ano em que ficou com o título da Fórmula Truck –, abriu sua participação na atual temporada com a pole-position e um segundo lugar em Caruaru. Em Fortaleza, largou dos boxes, a uma volta dos demais, descontou a volta de desvantagem e terminou em oitavo. Em Interlagos, partindo da quinta posição, venceu. “Minha meta é manter a média de resultados. Tenho que pensar no campeonato”, frisa.

Os treinos da Fórmula Truck em Guaporé serão iniciados na sexta-feira (9). A corrida de domingo terá largada às 14h e será transmitida ao vivo para todo o Brasil pela Rede Bandeirantes, com narração de Téo José, comentário de Eduardo Homem de Mello e reportagem de Luiz Silvério.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *