Vencedor em Genk, Gui Figueiredo volta ao circuito belga para etapa do Europeu de Kart

Voltar a uma pista onde já se venceu é sempre um bom sentimento. E é embalado por boas lembranças que Guilherme Figueiredo chega ao circuito de Genk, para a disputa da segunda etapa do Campeonato Europeu de Kart, neste fim de semana (17 a 19 de maio).

Em 2018, em seu primeiro ano correndo na Europa, o sergipano comemorou na Bélgica uma vitória e o 3º lugar geral no Troféu Academy da FIA – competição em que enfrentou 50 pilotos de todo o mundo, indicados pelas Confederações locais para representares seus países, utilizando equipamentos iguais fornecidos pela organização.

A experiência no circuito deixa Figueiredo confiante para mais um bom resultado, agora correndo pela categoria OK. Na primeira etapa do Campeonato Europeu, em Angerville, na França, Gui mostrou bom desempenho durante toda a semana, mas foi atrapalhado durante a tomada de tempos e isso comprometeu seu resultado, quando ficou fora do grupo de 34 pilotos que disputaram a final. Agora, o objetivo é não só garantir-se na decisão, mas buscar um lugar no top-15, que é a zona de pontuação para o campeonato.

Além dos bons resultados já conquistados em Genk, Guilherme também está motivado pela vitória na Copa SP Light em Interlagos, no último dia 04 de maio. O sergipano marcou a pole position, venceu a corrida 1 de ponta a ponta, e foi o 2º na corrida 2, sendo assim o campeão da etapa.

Já em Genk, após dois dias de treinos livres, nesta sexta-feira acontece a tomada de tempos, que divide os pilotos em seis grupos que se enfrentam entre si somando pontos que definem os 34 melhores colocados para participarem da corrida final. Nesta, os 15 melhores garantem pontuação para a classificação geral do campeonato. A prova decisiva está marcada para as 9h55 de domingo (horário de Brasília), e será transmitida online pelo site www.cikfia.tv.

Guilherme Figueiredo tem o apoio de Banese Card, Maratá e Banese Corretora de Seguros.

Gui Figueiredo:

“É muito bom voltar a uma pista conhecida, e ainda mais, onde tive ótimos resultados. Começamos bem nos treinos livres, e isso nos deixa motivados para fazer um grande fim de semana. Em Angerville, tivemos um bom desempenho, mas faltou sorte na classificação e isso interfere muito. Agora, em Genk, o objetivo é fazermos corridas limpas e chegar na final, mirando o top-15, que é a zona de pontuação.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *