WEC: Trio de Senna começa com 2º tempo no Japão

O trio formado por Bruno Senna, Norman Nato e Gustavo Menezes fechou o primeiro dia de treinos livres com o segundo lugar nas duas sessões das 6 Horas de Fuji, segunda etapa da temporada 2019/2020 do Campeonato Mundial de Endurance – FIA WEC. O Rebellion R13 foi superado apenas pela Toyota TS050-Hybrid de Kazuki Nakajima, Sébastien Buemi e Brendon Hartley, mas conseguiu se colocar à frente do outro protótipo da classe LMP1 da casa japonesa dividido por Kamui Kobayashi, Jose Maria Lopez e Mike Conway. As tomadas classificatórias para formação do grid estão marcadas para a 1h40 (Brasília) deste sábado, depois da terceira e última sessão de ensaios com duração de 60 minutos.

Os resultados foram bem-recebidos nos boxes da equipe suíço-britânica. “Acho que ficou tudo dentro dos conformes, considerando que esta é a pior pista para nosso carro, com exceção de Sebring. O último setor é muito difícil para nós. É o trecho mais lento. Ainda estamos perdidos ali e precisando acertar as coisas. Mas vamos ter de esperar para ver como o “success handicap” que será aplicado às Toyota nos ajuda na corrida. A gente sabe que no tráfego eles levam vantagem por causa da utilização do boost, mas já não parece ser como antes, quando era ridículo. Eles passavam e sumiam. Agora, a média dos tempos de volta sugere que não estamos tão longe”, avaliou Bruno.

Depois do início satisfatório e a expectativa favorável para o qualifying, a preocupação agora passa também a ser com as condições atmosféricas para a corrida no circuito com vistas ao Monte Fuji, um dos mais conhecidos cartões postais do Japão. “Vamos torcer para não chover no domingo, porque fica bem pior para a gente. Nosso carro não consegue atingir a temperatura ideal nos pneus dianteiros com a pista molhada. Enfim, vamos ver como é que vai ficar o tempo, mas estamos fazendo a briga que a gente pode aqui”, concluiu o brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *