WTCC: Jörg Müller prevê equilíbrio em Curitiba

Companheiro de Augusto Farfus descarta favoritos na abertura da temporada.

O alemão Jörg Müller acredita que BMW, SEAT, Chevrolet e LADA estrearão com chances iguais na abertura da temporada 2009 do WTCC – Campeonato Mundial de Carros de Turismo da FIA neste final de semana em Curitiba. Para o piloto da equipe oficial da BMW-Alemanha, nem as recentes alterações no regulamento visando a garantir a paridade de rendimento entre os competidores – que ele confessa ter alguma dificuldade para entender – e que teoricamente devem reduzir a superioridade demonstrada pela SEAT em 2008 estão roubando o seu sono. “Para dizer a verdade, há muito tempo não me preocupo mais com o regulamento, porque ele muda constantemente. Prefiro me concentrar apenas em guiar”, avisou Müller, cujo melhor resultado em quatro anos de existência do WTCC foi o vice-campeonato em 2006.

Ex-piloto de testes da Sauber e da Arrows, Müller foi parceiro de Pedro Paulo Diniz nessas equipes. Foi o primeiro piloto a aparecer nesta quarta-feira nos boxes e sentiu na pele clara os efeitos do forte calor acima de 30 graus na capital paranaense. “Está úmido demais. Mas, ainda assim, ainda me sinto melhor aqui do que na Alemanha, onde ainda faz muito frio nesta época do ano”, observou.

Os boxes da BMW-Alemanha permaneceram fechados por toda a manhã, enquanto Müller aguardava a chegada de Farfus e dos técnicos. Com experiência na principal categoria do automobilismo mundial, ainda estranha um pouco o ritmo bem mais relaxado da categoria de turismo. “Se chegássemos todos na quinta-feira, ainda assim o evento poderia ser organizado sem grandes problemas. Mas é também por uma questão de segurança que os mecânicos estão por aqui desde o inicio da semana. Se o carro sofrer qualquer problema no transporte por navio da Europa até aqui, eles têm tempo para resolver”, argumentou.

Müller se disse ansioso pelo reinício das atividades. “Todo ano é assim. O problema é que existem pelo menos mais 15 pilotos com o mesmo desejo de ganhar corridas e brigar pelo título”, brincou. Atualmente com 39 anos, Müller – que na verdade nasceu na cidade holandesa de Kerkade – guarda no currículo como principais conquistas os títulos da Fórmula 3000 Internacional de 1996, na American Le Mans Series em 2001 e vitórias importantes na Fórmula 3 em circuitos de rua (Mônaco-1991 e Macau-1993).

Nesta quinta-feira, Müller será um dos astros do WTCC na tarde de autógrafos organizada pelos promotores da etapa brasileira no HSBC Palace, na Rua 15 de Novembro, centro da cidade. Os carros das quatro montadoras que integram a categoria também poderão ser vistos pelo público paranaense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *