WTCC: Seat vence as duas provas em Imola

A Seat, com o modelo Leon Tdi, venceu neste domingo (20/09), em Imola, as duas provas da 10ª rodada dupla da temporada. O italiano Gabriele Tarquini venceu a primeira prova, com o francês Yvan Muller faturando a segunda prova do dia.

Prova 1:

Tarquini venceu a primeira prova de ponta a ponta, seguido por Muller e o inglês Robert Huff, num Chevrolet Cruze da RML.

Apesar da tranquila vitória de Tarquini, a prova foi recheada de disputas e acidentes, que provocaram duas entradas do safety-car.

Logo na primeira curva o brasileiro Augusto Farfus, num BMW 320si da Schnitzer, foi um dos envolvidos em uma múltipla confusão, iniciada no toque do espanhol Jordi Gené, num Seat Leon Tdi, no Chevrolet de Huff. Farfus foi aos boxes, retornando a pista.

Na 4ª volta, após sair reto na chicane Villeneuve, o italiano Nicola Larini saiu rapidamente do seu Chevrolet Cruze da RML, envolvo em chamas. Na mesma volta Farfus abandonava.

O segundo safety-car foi acionado depois que o holandês Jaap van Lagen, num Lada Priora da Lada, acertou o muro na Tamburello, após ser tocado pelo dinamarquês Kristian Poulsen, num BMW 320si da Engstler. Tentando voltar à disputa Poulsen levou um toque de seu parceiro de equipe, o alemão Franz Engstler.

O italiano Alex Zanardi, num BMW 320si da Roal, foi 4º, seguido pelo holandês Tom Coronel, num Seat Leon da Sunred. O inglês James Thompson conquistou o melhor resultado da russa Lada, ao cruzar em 6º com seu Priora. O espanhol Sergio Hernandez, num BMW 320si da Rol chegou em 7º.

O suíço Alain Menu, num Chevrolet Cruze da RML, após se envolver em toques com o italiano Stefano D’Aste, num BMW 320si da Wiechers, no meio da prova e com o inglês Andy Priaulx, num BM 320si da RBM, no final, terminou em 8º.  Ele garantiu a pole-position para a segunda prova.

Prova 2:

Muller venceu a segunda prova, seguido por Tarquini, com a Seat fazendo mais uma dobradinha. Menu completou o pódio.

Saindo da 7ª posição, Muller usou a potência do motor turbo diesel para ganhar posições, assumindo a liderança na 3ª volta, ao superar o pole-position Menu. Tarquini também foi ganhando posições, colando no parceiro de equipe, contudo sem conseguir uma verdadeira oportunidade de ganhar a ponta.

Ao contrario da prova anterior, repleta de acidentes, forma poucos os toques durante os vinte minutos de disputas, com apenas um abandono, do marroquino Mehdi Bennani, num Seat Leon da Exagon. A maior confusão envolveu Gené, que na luta pela sexta posição, tocou no BMW do compatriota Hernandez, na Tamburello, com o piloto da Roal rodando.     

O italiano Alex Zanardi, num BMw 320si da Roal, foi novamente 4º, seguido por Gené. Thompson repetiu a sexta posição. O sueco Rickard Rydell, num Seat Leon Tdi da Seat Sport, foi o 7º, seguido por Farfus.

Tarquini lidera o campeonato com 109 pontos, sete a mais do que Yvan Mulller. Farfus, que somou apenas um ponto, caiu para 3º, com 91. 

Final, prova 1:

1 – Gabriele Tarquini (Seat Leon Tdi) – Seat –  29m31s701
2 – Yvan Muller (Seat Leon Tdi) – Seat – 0″409
3 – Robert Huff (Chevrolet Cruze) – RML – 0″842
4 – Alessandro Zanardi (BMW 320si) – Roal – 1″457
5 – Tom Coronel (Seat Leon) – Sunred – 3″501
6 – James Thompson (Lada Priora) – Lada – 5″620
7 – Sergio Hernandez (BMW 320si) – Roal – 6″002
8 – Alain Menu (Chevrolet Cruze) – RML – 6″390
9 – Felix Porteiro (BMW 320si) – Proteam – 10″004
10 – Tom Boardman (Seat Leon) – Sunred – 10″346
11 – Franz Engstler (BMW 320si) – Engstler – 10″819
12 – Stefano d’Aste (BMW 320si) – Wiechers – 11″793
13 – Mehdi Bennani (Seat Leon) – Exagon – 12″329
14 – Kirill Ladygin (Lada Priora) – Lada – 13″424
15 – Andy Priaulx (BMW 320si) – RBM – 13″766
16 – Kristian Poulsen (BMW 320si) – Engstler – 15″321
17 – Fabio Fabiani (BMW 320si) – Proteam – 15″321

Volta mais rápida: Gabriele Tarquini 1’57″580

Abandonos:

Jaap van Lagen (Lada Priora) – Lada – 8 voltas
Andrea Larini (Seat Leon) – Sunred – 7 voltas (bandeira preta)
Jordi Gene (Seat Leon Tdi) – Seat – 7 voltas
Jorg Muller (BMW 320si) – Schnitzer – 5 voltas
Rickard Rydell (Seat Leon Tdi) – Seat – 5 voltas
Augusto Farfus (BMW 320si) – Schnitzer – 4 voltas
Nicola Larini (Chevrolet Cruze) – RML – 3 voltas
Tiago Monteiro (Seat Leon Tdi) – Seat – 0 volta

Final,  prova 2:

1 – Yvan Muller (Seat Leon Tdi) – Seat – 21m51s680
2 – Gabriele Tarquini (Seat Leon Tdi) – Seat – 0″312
3 – Alain Menu (Chevrolet Cruze) – RML – 4″008
4 – Alessandro Zanardi (BMW 320si) – Roal – 4″467
5 – Jordi Gene (Seat Leon Tdi) – Seat – 5″632
6 – James Thompson (Lada Priora) – Lada – 7″190
7 – Rickard Rydell (Seat Leon Tdi) – Seat – 7″612
8 – Augusto Farfus (BMW 320si) – Schnitzer – 8″327
9 – Andy Priaulx (BMW 320si) – RBM – 8″827
10 – Stefano d’Aste (BMW 320si) – Wiechers – 9″499
11 – Sergio Hernandez (BMW 320si) – Roal – 12″380
12 – Felix Porteiro (BMW 320si) – Proteam – 12″902
13 – Franz Engstler (BMW 320si) – Engstler – 13″390
14 – Tom Coronel (Seat Leon) – Sunred – 13″933
15 – Jorg Muller (BMW 320si) – Schnitzer – 14″351
16 – Nicola Larini (Chevrolet Cruze) – RML – 15″582
17 – Robert Huff (Chevrolet Cruze) – RML – 19″759
18 – Tom Boardman (Seat Leon) – Sunred – 30″537
19 – Kristian Poulsen (BMW 320si) – Engstler – 32″926
20 – Kirill Ladygin (Lada Priora) – Lada – 37″197
21 – Andrea Larini (Seat Leon) – Sunred – 37″198
22 – Fabio Fabiani (BMW 320si) – Proteam – 1’24″989
23 – Tiago Monteiro (Seat Leon Tdi) – Seat – 3 voltas

Volta mais rápida: Rickard Rydell 1m57s458

Abandonos:

Mehdi Bennani (Seat Leon) – Exagon – 6 voltas

Campeonato, pilotos:

1.Gabriele Tarquini 109 pontos; 2.Yvan Muller 102; 3.Augusto Farfus 91; 4.Andy Priaulx 66; 5. Rickard Rydell 63; 6.Robert Huff 60; 7.Jorg Muller 58; 8.Sergio Hernandez 36; 9.Jordi Gene 36; 10.Tiago Monteiro 34.

Campeonato, construtores:

1.Seat 271 pontos; 2.BMW 250; 3.Chevrolet 175; 4.Lada 78.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *