WTCC: Yvan Muller e James Nash vencem no Porto

O francês Yvan Muller (RML Chevrolet) e o britânico James Nash (Bamboo Chevrolet) foram os vencedores da sétima etapa da temporada, disputada no Circuito da Boavista, montado nas ruas da Cidade do Porto, em Portugal.


Prova 1:

Muller alinhou na pole e venceu de ponta a ponta a primeira prova. Seu parceiro de equipe, o britânico Tom Chilton completou a dobradinha da RML. O dinamarquês Michel Nykjaer (Nika Chevrolet) foi o terceiro.

Muller dominou a prova, que teve a intervenção do Safety-Car na 9ª volta, após um acidente bizarro. O italiano Gabriele Tarquini (Honda) já estava estacionado na curva 13, e as bandeiras amarelas agitadas, quando um carro de apoio entrou na pista, justamente quando um pelotão de carros contornava a curva 12.

O francês Hugo Valente (Campos SEAT) bateu na traseira do alemão Franz Engstler (Engstler BMW) que acertou o carro de apoio, e na sequencia o suíço Fredy Barth (Wiechers BMW) rodou para evitar a batida, com o russo Mikhail Kozlovskiy (Lada) evitando por pouco bater no BMW de Barth. A prova recomeçou para apenas mais uma volta em bandeira verde.

O espanhol Pepe Oriola (Tuenti Chevrolet) em sua primeira prova depois de trocar a SEAT pela Chevrolet, terminou em quarto, seguido pelo atual campeão, o britânico Robert Huff (Munnich SEAT).

O britânico James Thompson (Lada), o holandês Tom Coronel (Roal BMW), o italiano Stefano D’Aste (PB BMW), o português Tiago Monteiro      (Honda) e o alemão Marc Basseng (Munnich SEAT), que perdeu três posições na volta final, fecharam os dez primeiros.

Prova 2:

Nash alinhou na pole e venceu de ponta a ponta a segunda prova, seguido por Huff e Nykjaer. Foi a segunda vitória de Nash no ano.

Logo nas primeiras voltas, Nash abriu uma confortável vantagem sobre Huff. Com isso as disputas pelas posições intermediárias, com pilotos que alinharam atrás devido o grid invertido, movimentava a prova.

Nykjaer passou Thompson e Basseng, em duas voltas (3 e 4), assumindo a terceira posição, e indo para cima de Huff, que tinha problemas nos freios. Huff conseguiu segurar Nykjaer até a bandeirada final, garantindo o segundo lugar.

Oriola passou Basseng na 10ª volta, sendo o quarto colocado. Basseng foi o quinto. Thompson fez um intenso duelo com Muller pela 6ª posição, com o piloto do carro russo vencendo. Coronel, Chilton e o marroquino Mehdi Bennani (Proteam BMW) completaram a zona de pontos.

Muller lidera o campeonato com 282 pontos. Nykjaer é o segundo com 160.

Aa próxima etapa acontece no Autódromo Termas de Río Hondo, na Argentina, no dia 04 de agosto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *