24 Horas de Interlagos: Comunicado Oficial

A despeito de a São Paulo Turismo ter recuado de sua intenção de cobrar uma taxa de R$ 416 mil para a realização da “24 Horas de Interlagos”, voltando a adotar a anteriormente estabelecida de R$ 25 mil, a Interlagos Eventos vem a público comunicar que a prova permanece adiada, de acordo com o estabelecido pela Federação de Automobilismo de São Paulo (FASP), pelos motivos abaixo descritos:

1 – A Interlagos Eventos tem sua equipe trabalhando desde maio de 2011 com vista à realização da “24 Horas de Interlagos”, prova aprovada pela FASP, avulsa e de caráter regional, logo, sujeita às taxas de eventos regionais;

 

2 – Ao longo desse período, tendo em vista a magnitude do evento franqueado ao público e parte integrante das comemorações oficiais do aniversário da cidade de São Paulo, foram contratadas diversas empresas fornecedoras de serviço e equipamento, assim como mão de obra técnico desportiva especializada e logística para a corrida em si e eventos paralelos e gratuitos de entretenimento ao público, de 25 a 29 de janeiro;

 

3 – Apesar de todos os preparativos por parte da organização, competidores e integrantes das estruturas de apoio e entretenimento, a Federação de Automobilismo de São Paulo tomou a decisão de adiar a prova em 16.01.2012, no que foi apoiada pela Interlagos Eventos, até que houvesse um melhor entendimento sobre a cobrança da nova taxa estabelecida em publicação no Diário Oficial de 28.12.2011;

 

4 – Visto o adiamento, todas as operações relativas à prova tiveram de ser suspensas com o objetivo de impedir uma escalada ainda maior do já enorme prejuízo acumulado, com destaque para a retirada do evento da grade da Rede Globo, da rompimento do acordo com a Bridgestone para fornecimento de pneus e direcionamento, por parte dos fornecedores, do etanol que seria usado na prova, além da suspensão da entrega dos tanques especiais de combustíveis e torres de abastecimento;

 

5 – No dia de ontem, 19.01.2012, em reunião na sede da São Paulo Turismo, o diretor de evento Everaldo Jr., substituiu a nova taxa pela antiga e solicitou a realização da prova nas datas previstas, em que pesem as graves consequências provocadas pelo adiamento, recurso extremo adotado justamente por causa da elevação de taxas estabelecida pela própria São Paulo Turismo;

 

6 – Embora tendo alertado o diretor de eventos sobre a dificuldade de, em tão pouco tempo, reverter uma situação tão grave, o promotor da “24 Horas de Interlagos” esteve até o final da tarde desta sexta-feira, 20.01.2012, em contato direto com chefes de equipes, pilotos, fornecedor de pneu, de etanol, emissora de TV e todas as demais estruturas de prestação de serviço e entretenimento para tentar realizar a prova;

 

7 – Constatou o promotor que a reversão se tornou impossível exatamente porque, entre desportistas e fornecedores, houve um efeito em cascata de desmantelamento das respectivas logísticas e estruturas, ficando claro que, em razão das idas e vindas que infelizmente atingiram em cheio o evento, a “24 Horas de Interlagos”, para a data inicialmente prevista, teria deficiência de grid, serviços e fornecimento de equipamentos;

 

8 – Por esse motivo, e também em razão de a São Paulo Turismo não ter se manifestado até o final deste dia sobre um formato de colaboração para a realização da prova nas datas originais, não restou outra alternativa a este promotor a não ser manter o adiamento estabelecido pela FASP e, a partir deste momento, SOLICITAR À SÃO PAULO TURISMO UMA NOVA DATA PARA A REALIZAÇÃO DA “24 HORAS DE INTERLAGOS” 2012.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *