24 Horas de Le Mans: Audi vence 81ª edição

O trio formado pelo francês Loic Duval, o escocês Allan McNish e o dinamarquês Tom Kristensen (Audi R18 e-Tron/Audi Joest) venceu neste domingo (23/06), a 81ª edição das 24 Horas de Le Mans, na França.

Após alinhar na pole, o Audi #2, conduzido por Kristensen, recebeu a bandeirada com uma volta de vantagem sobre o Toyota TS030 Hybrid #8, conduzido pelo suíço Sébastien Buemi (que teve como parceiros o britânico Anthony Davidson e o francês Stephane Sarrazin). O britânico Oliver Jarvis, com o Audi #3, recebeu a bandeirada em terceiro. Jarvis dividiu a condução do carro hibrido com o brasileiro Lucas di Grassi e o espanhol Marc Gené.

“Esta foi minha primeira vez em Le Mans e a primeira coisa que me chamou atenção foi o quanto essa pista é incrivelmente rápida e difícil de aprender e entender. E depois, quando a corrida começou, fiquei novamente impressionado com a atmosfera, as pessoas, o quanto cada time se esforça por essa prova, seja ele profissional ou amador”, comentou Lucas di Grassi. “A Audi também faz um trabalho fantástico e para mim, como um novato aqui, não foi fácil. Fiz o melhor que pude, e terminar a corrida no pódio foi realmente especial. Aprendi muito e espero poder voltar a Le Mans e usar essa experiência para conquistar um resultado ainda melhor”, completou o brasileiro.

O segundo Toyota #7, com o trio Alexander Wurz/Nicolas Lapierre/Kazuki Nakajima, terminou em quarto, seguido pelo trio do Audi #1, André Lotterer/Marcel Fässler/Benoît Tréluyer.

O melhor trio privado, Nck Leventis/Danny Watts/Jonny Kane, levou o HPD ARX 03c–Honda #21 da Straka Racing, ao sexto lugar geral.

O trio Bertrand Baguette/Ricardo Gonzalez/Martin Plowman, no Morgan-Nissan #35 da Oak Racing, venceu na Classe LMP2, sendo sétimo no geral.

Pela Classe LMGTE Pro, vitória do trio Richard Lietz/Marc Lieb/Romain Dumas no Porsche 911 RSR # 92 da Porsche AG Team Manthey .

O brasileiro Bruno Senna (Aston Martin Vantage V8/Aston Martin), em trio com o francês Frederic Makowiecki e o britânico Rob Bell, abandonou a prova, após um forte acidente. Makowiecki, que fez a pole na categoria LMGTE Pro, bateu forte na segunda chicane Mulsanne, enquanto liderava, faltando cinco horas e meia para o final.

“Nosso carro estava muito rápido e não apresentou qualquer problema. Estávamos parando apenas para mudar os pilotos, trocar pneus e reabastecer. Eu estava com um ritmo bastante bom, virando sempre na casa dos 3m55s”, disse Senna.

Pela LMGTE Am, vitória do trio Jean-Karl Vernay/Raymond Narac/Christophe Bourret no Posche 911 #76 da Imsa Performance Matmut.

A prova foi marcada pelo acidente fatal do dinamarquês Allan Simonsen (Aston Martin Vantage/Aston Martin) logo na quarta volta da prova. Simonsen bateu forte o Aston Martin Vantage GTE #95 na Tertre Rouge, logo na quarta volta da prova. O piloto, de 34 anos, alinhou na pole-position na Classe GTE Am.

A batida danificou a barreira de proteção, com o Safety-Car sendo acionado. Simonsen foi levado de ambulância para o Centro Médico, sendo declarado morto pouco depois. Simonsen disputa a prova pela sétima vez.

“Vimos a pancada pela câmara onboard de um carro de trás. Ele bateu muito forte, lateralmente, do seu lado. Aquela curva é feita em quarta marcha. Foi triste demais. Ainda na véspera, fomos juntos para o desfile dos pilotos no centrinho da cidade e brincamos de roubar a chave das scooters dos outros. Ele me disse que tinha uma filhinha de 18 meses e estava feliz. Foi impossível passar pelo local do acidente em todas as voltas e não lembrar dele.”, declarou Senna.

“Obviamente este incidente horrível amortece a alegria de outra grande vitória em Le Mans para a Audi”, comentou Dr. Wolfgang Ullrich. “Nós ficamos completamente chocados com a notícia da morte do Allan (Simonsen). Durante sua carreira, ele também venceu a bordo de nossos carros, especialmente no Audi R8 LMS. Nossos sentimentos vão, principalmente, para sua família e amigos, e para a equipe Aston Martin também. Isso mostra que não devemos nunca parar de fazer o que for possível pela segurança no automobilismo. Este é o primeiro acidente fatal que testemunhamos em Le Mans nos 15 anos que corremos aqui. E eu espero que ele tenha sido também o último.”, completou o diretor da Audi.

Duval colocou o Audi #2 na liderança na 7ª hora, quando o #1, que assumiu a ponta no começo, perdeu doze voltas nos pits, com um problema no alternador. No mesmo momento, o Audi #3, com Jarvis no comando, teve um pneu furado, e mais tade perdeu tempo ao precisar de reparos na carroceria.

Com isso o Audi #2 assumiu a liderança, seguido pelos dois Toyota. O Audi #3 vinha em sexto e o #1 saiu dos vinte primeiros.

Pouco depois perder o terceiro lugar para Jarvis, faltando quatro horas para o final, Lapierre bateu forte nas curvas Porsche, tendo que entrar nos boxes para reparos. O Toyota #7 conseguiu retornar a prova, sem perder mais posições.

Uma forte chuva atingiu o circuito francês na hora final, com Buemi conseguindo colocar o Toyota Hibrido #8 na mesma volta do líder. No final terminou com uma volta de atraso.

A chuva, que apareceu em diversos momentos da prova, provocou diversos acidentes e um total de onze intervenções do Safety-Car. Das 24 horas de prova, mais de cinco foram em bandeira amarela.

Kristensen venceu pela nona vez em Le Mans, e aumentou o seu recorde.  McNish venceu pela terceira vez e Duval, que fez a pole, pela primeira.

Confira os 10 primeiros colocados nas 24 Horas de Le Mans 2013:

1- Tom Kristensen/Allan McNish/Loïc Duval – Audi R18 e-tron quattro – 348 voltas (média de 241,4 km/h)
2- Anthony Davidson/Stéphane Sarrazin/Sébastien Buemi – Toyota TS030 Hybrid – 347 voltas
3- Marc Gené/Oliver Jarvis/Lucas di Grassi – Audi R18 e-tron quattro – 347 voltas
4- Alexander Wurz/Nicolas Lapierre/Kazuki Nakajima – Toyota TS030 Hybrid – 341 voltas
5- André Lotterer/Benoît Tréluyer/Marcel Fässler – Audi R18 e-tron quattro – 338 voltas
6- Nick Leventis/Jonny Kane/Danny Watts – HPD ARX-03c-Honda – 332 voltas
7- Bertrand Baguette/Martin Plowman/Ricardo González – Morgan LMP2-Nissan – 329 voltas
8- Olivier Pla/Alex Brundle/David Hansson – Morgan LMP2-Nissan – 328 voltas
9- Roman Rusinov/John Martin/Mike Conway – Oreca 03-Nissan – 327 voltas
10- Michael Krumm/Jann Mardenborough/Lucas Ordóñez – Zytek Z11SN-Nissan – 327 voltas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *