500 Milhas de Londrina: Catarinense Robson Kolling falece após acidente durante treino livre

Durante 3º treino livre, protótipo n° 71 do catarinense perde o controle na curva 2, e bate de frente contra a barreira de pneus; é a primeira morte em competição de carros no autódromo.

O catarinense Robson Kolling que dividia o protótipo MRX n° 71 com Marco Garcia faleceu nessa tarde durante treino livre para a 22ª edição das 500 Milhas de Londrina.

O piloto que competia pela categoria I participava do 4º treino livre que teve início as 13h; depois de 16 voltas completadas e fazer sua melhor volta com o tempo de 1min16s331 o que lhe garantiria o 4º lugar, o piloto perdeu o controle na curva 2, indo para a grana e batendo na zebra, o que fez o carro decolar e em linha reta, atravessar um grande espaço de grana e bater de frente junto à barreira de pneus próximo a curva do Estádio do Café.

Após o acidente a direção de prova paralisou o treino com bandeira vermelha e a equipe médica e de resgate foi acionada imediatamente; infelizmente constatou-se a morte do piloto radicado no Paraná de 35 anos de idade, que esse ano também participou de provas do Brasileiro de Endurance.

A direção de prova em conjunto com a organização das 500 Milhas de Londrina e os pilotos e equipes envolvidas no evento decidiram por manter a realização do evento, porém realizando alterações na programação como o cancelamento dos treinos classificatórios que aconteceriam nessa sexta-feira (13/12).

Os protótipos MRX n° 26 dos pilotos Eduardo Scheer, Guilherme Scheer e Oswaldo Scheer, além do protótipo Aldee n° 62 de Francisco Fiorese decidiram se retirar e não participarem da prova.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *