500 Milhas Granja Viana: Massa larga na pole

Piloto da Ferrari mantém “momento mágico” também no kart.

Isso é que é fase. Depois de vencer o GP do Brasil, no encerramento do campeonato de 2006, e liderar os testes que abriram a pré-temporada de 2007 no meio da semana em Barcelona, Felipe Massa cravou nesta sexta-feira a pole da 10ª edição das 500 Milhas Granja Viana. Pelo segundo ano consecutivo, o piloto da Ferrari comandará o pelotão de 74 karts na largada do evento mais importante do esporte no País, marcada para a zero-hora deste domingo. Apontada pelo próprio Massa como rival a ser batida, a equipe hexacampeã de Rubinho Barrichello partirá em 23º.


Massa parecia flutuar depois de deixar o parque fechado ao final de sua volta lançada no Top Qualifying, sistema classificatório que reuniu os 13 nomes mais notáveis da corrida e os dez mais rápidos das tomadas de tempo. Recebeu dezenas de tapinhas nas costas, foi cumprimentado e se encaminhou rapidamente para os boxes da equipe, onde os companheiros João Paulo Bertuccelli, Rafael Daniel e Ruben Carrapatoso o aguardavam. “Eles ralaram bastante, trabalhando no acerto do kart enquanto eu estava na Europa. Esse resultado também é deles”, agradeceu, enquanto se preparava para o abraço do preparador Magrão.


“Uma pole numa prova tão longa tem pouca importância. É bom para o ego, e é sempre melhor sair na frente do que lá para trás. Mas o importante agora é continuar sendo consistente como fomos até agora, andando sempre muito rápido e com ritmo bastante parecido entre todos os pilotos. Estamos confiantes, a ‘barata’ está ótima, mas sabe como é uma corrida dessas. No ano passado, saímos na pole, lideramos a primeira parte da prova, mas um acidente arruinou nossas chances”, lembrou Massa, que comandou basicamente a mesma equipe no ano passado.


Massa será encarregado de fazer o primeiro turno, com duração estimada em uma hora e vinte minutos. “A idéia é fazer como em 2006, andar num ritmo forte e abrir uma boa folga sobre o pelotão para depois poder administrar a corrida. Mais ou menos como fiz também na Fórmula 1 em Interlagos. Até agora, está tudo dando certo. Vamos ver se continuamos assim”, continuou Massa, que virou quase um segundo mais veloz que na pole do último ano. “Conseguimos aquecer bem os pneus na volta de aquecimento. Depois, foi só acelerar”, explicou.


Nos boxes de Barrichello e companhia, que se revezarão em dois karts, o resultado foi recebido com naturalidade. “Meu kart estava muito acelerado e não consegui realizar minha volta do jeito que queria. Agora, vamos ver o acerto do kart para tentar melhorar nosso desempenho. Minha expectativa é a melhor possível. No ano passado, larguei em 17º e venci. Isso mostra que a posição de largada pouco importa”, minimizou Barrichello. Tony Kanaan, o velho parceiro, manifestou o mesmo conformismo com o terceiro lugar, que depois se transformaria em 23º com a punição recebida pelo peso abaixo mínimo dos 195 exigidos pelo regulamento por apenas 200 gramas. “Sabíamos que alguns concorrentes estavam bem rápidos e que a pole seria muito difícil. Das seis vezes que vencemos, apenas em uma largamos na frente. Portanto, tem muita coisa para acontecer amanhã. Nossa equipe está bem concentrada para ser consistente e brigar pelo título”, alertou.


Dublê de promotor da prova e piloto, Felipe Giaffone também relativizou os números revelados pelo Top Qualifying. “Este é o terceiro kart de nossa equipe. É um equipamento um pouco pior, já que estamos concentrados nos karts 71 e 72. Sabemos que esse kart dificilmente vai ganhar, mas a corrida é longa e, até que digam o contrário, estamos na briga.”


Outra estrela da Fórmula 1, Nelsinho Piquet desembarcou pela manhã em Guarulhos, procedente dos testes em Barcelona, e correu diretamente para a Granja Viana. O cansaço pode ter pesado um pouco, mas o filho do tricampeão da Fórmula 1 disse que faltou um pouco mais de trabalho no kart. “O acerto ainda não é o ideal. Só pude andar com ele hoje. Não estou muito afiado. Agora, o importante é ficar longe de acidentes na largada, já que esta é uma corrida de longa duração e nada se decide na primeira curva”, lembrou.

Os melhores no grid das 500 Milhas Granja Viana:


1 – Felipe Massa, João Paulo Bertuccelli, Ruben Carrapatoso e Rafael Daniel, 56s784
2 – Otavio Bonder, Antonio Francesco Ventre, José Eduardo Ventre, Bruno Pacetti e Lucas Rodrigues, 57s029
3 – Roberto Gomes, Pedro Gomes, Oswaldo Negri, Fernando Wortmman, Rodrigo Miguel e César Ramos, 57s081
4 – Hugo Sola, Daniel Aller, Saul Leite, Felipe Leite e Henrique Carla, 57s137
5 – Christian Fittipaldi, Vitor Meira e Mario Haberfeld, 57s236
6 – Roberto Gomes, Pedro Gomes, Oswaldo Negri, Fernando Wortmman, Rodrigo Miguel e César Ramos, 57s443
7 – Otavio Bonder, Antonio Francesco Ventre, José Eduardo Ventre, Bruno Pacetti e Lucas Rodrigues, 57s449
8 – Michael Burrew, Kyle Krueger, Brendon Langlois e Jordan Taylor, 57s453
9 – Glauco Alex, Eduardo Leite, Leonardo Cordeiro, Alexandre Ruiz Filho e Marcelo Oliveira, 57s485
10 – Felipe Polehtto, Marcelo Medeiros, Marcos Regadas e Galid Osman Didi Jr., 57s618

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *