A1GP: Brasil quer mais pontos na Malásia

Depois de um intervalo de cinco semanas, a A1 GP corre a terceira etapa da temporada 2007/2008 nesse fim-de-semana, em Sepang, Malásia. A corrida principal marcará a 50ª largada da A1 GP, e o Brasil contará novamente com o talento de Sérgio Jimenez no volante do carro verde e amarelo.

Localizado 60 quilômetros ao sul de Kuala Lumpur, a capital da Malásia, o circuito de Sepang é aquele que mais proporciona ultrapassagens no calendário da A1 GP. Em seus 5,54 km de extensão mistura partes travadas com curvas de alta, é muito larga e tem uma enorme reta dos boxes. O calor e a umidade altíssimos costumam ser adversários dos pilotos – por causa do cansaço – e engenheiros – pois as condições da pista variam muito rapidamente.

Emerson Fittipaldi: “O time evoluiu muito da primeira para a segunda etapa, e acreditamos que vamos dar mais um passo aqui. Já marcamos pontos em Brno (república Tcheca) e queremos marcar mais ainda aqui, para subir na classificação do campeonato. Nosso objetivo é o pódio, temos time e piloto para isso. É muito legal correr na Malásia pela terceira temporada consecutiva. Esta corrida já está se tornando uma tradição no nosso calendário, é uma pista magnífica, que todos os pilotos gostam muito. Merece ser o lugar onde será comemorada a 50ª corrida da A1 GP, a Feature Race do domingo.”

Sergio Jimenez: “Espero uma corrida dura, principalmente por causa do calor, e se chover a pista fica traiçoeira. Só conheço o circuito por videogames, e será muito bacana correr numa pista dessas. Como time, precisamos estar no ritmo dos melhores logo no primeiro treino, para tornar o trabalho mais fácil no resto do fim-de-semana. Melhoramos muito da primeira para a segunda etapa, mas ainda temos muito a evoluir. Uma coisa em particular é fazer um trabalho forte na classificação, largar mais na frente. Já estou à vontade com o carro, com os pneus e com a categoria, temos um bom carro e estou muito confiante para o fim-de-semana”.

Team Brasil adota orangotango

Como parte da adaptação para o GP da Malásia, Sérgio Jimenez chegou uma semana antes da corrida e na segunda-feira visitou a ilha malaia de Bornéu. Jimenez visitou a reserva natural de Rasa Ria, onde acompanhou o trabalho desenvolvido na proteção aos orangotangos. A reserva recebe e recupera orangotangos órfãos para devolvê-los em boas condições de sobrevivência à floresta.  Depois de ver trabalho do centro, Sérgio e o Team Brasil aderiram ao programa de ‘adoção’ de um filhote, que consiste em colaborar com uma pequena quantia anual para que um pequeno orangotango seja reabilitado. O órfão adotado por Jimenez é uma fêmea de quatro anos chamada Siti, que segundo os funcionários do santuário é a mais brincalhona do lugar. Siti foi encontrada por trabalhadores de uma plantação de babaçu em dezembro de 2003 e tratada no centro de reabilitação de Sepilok, o maior da ilha. Foi transferida para Rasa Ria, que concentra os orangotangos em primeiro estágio de reabilitação, em fevereiro de 2004. Este primeiro estágio dura entre quatro e cinco anos. Depois deste período o primata volta para Sepilok, e só volta para a floresta com uma idade em torno de 15 anos, quando tiver todas as habilidades necessárias para sobreviver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *