ALMS: Jaime Melo admite decepção com acidente e já trabalha por vitória em St. Petersburg

Brasileiro abandonou 12 Horas de Sebring, na abertura da American Le Mans, após acidente quando liderava com vantagem de uma volta.

Um acidente na 137ª volta da prova acabou com a chance de Jaime Melo Júnior de vencer pela segunda vez consecutiva a classe GT2 nas 12 Horas de Sebring. O piloto brasileiro da Risi Competizione era líder da subdivisão na prova do último sábado (15), que abriu a temporada 2008 da American Le Mans Series, quando a batida logo após uma relargada tirou-lhe as chances de repetir a vitória que havia conquistado na edição do ano passado.


Melo Júnior, que teve como parceiros o finlandês Mika Salo e o italiano Gianmaria Bruni, havia conquistado a pole-position cravando o novo recorde da pista de Sebring para a classe GT2. Na corrida, pilotou a Ferrari F 430 GT da Risi nas duas primeiras horas. “Entreguei o carro na liderança, com boa vantagem, e ainda estávamos bem à frente dos demais quando voltei para a pista. O trabalho estava perfeito até aquele momento”, relata.


Uma longa intervenção do safety car levou a Risi a mudar a estratégia de pit stops. “Parei nos boxes, completamos o tanque e voltei para a pista. Logo em seguida, a prova teve a relargada. Em uma curva de primeira marcha, aconteceu uma confusão na minha frente, todo mundo freou antes para evitar. Puxei o carro para dentro para também evitar e acabei freando em cima da sujeira, peguei até grama. O carro não parou, bati em cheio num Porsche”, relatou.


No momento do acidente que tirou-o da disputa, Melo Júnior tinha mais de uma volta de vantagem sobre o carro que aparecia em segundo lugar na classe GT2. “Eu fiquei decepcionado, era uma corrida importante para mim e para todos na equipe. A preparação foi grande, cansativa, mas fazer o quê? É corrida, e isso acontece em corridas, já é passado. O importante é que nosso carro está muito competitivo e temos 11 corridas pela frente”, comentou.


Jaime Melo Júnior voltará à pista no próximo dia 27, em Houston, cidade onde a Risi mantém sua sede. Nesta data, dará seqüência ao desenvolvimento do modelo F 430 GT. “O carro está bom, como eu já disse, nós estamos trabalhando para deixá-lo ainda mais competitivo. O que aconteceu foi ruim, mas confiança é o que não falta na nossa equipe para as próximas corridas”, disse. A segunda etapa da American Le Mans, no dia 6 de abril, será em St. Petersburg.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *