Amika: Torneio de verão abre a temporada 2006, debaixo de chuva

Nem a forte chuva que caiu na manhã do domingo, dia 29 de janeiro, tirou o brilho do evento que abriu a temporada 2006 da AMIKA ou desanimou os pilotos que foram pra pista brigar pelos belos troféus e prêmios entregues aos 6 primeiros colocados das duas categorias disputadas no Kartódromo Granja Viana.

 


A segunda edição do Torneio de Verão AMIKA recebeu 74 pilotos, boa parte deles de outros estados ou cidades interioranas de São Paulo mais afastadas como os pilotos de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Santa Catarina ou da cidade de São José de Rio Preto localizada a mais de 400 km da capital.


As primeiras horas da manhã de domingo ameaçaram o cancelamento do evento já que uma forte tempestade caiu sobre o belo kartódromo Granja Viana tornando a pista impraticável com duas “piscinas” na parte baixa do circuito. Mesmo assim os pilotos foram chegando e para surpresa geral de todos não foi registrada nenhuma falta com os 74 integrantes do certame presentes durante o briefing que foi passado na parte coberta dos boxes.


O cancelamento do campeonato seria catastrófico para a organização e principalmente para quem havia vindo de tão longe. Sendo assim, na esperança de tudo dar certo, a organização realizou a pesagem da Categoria PESADOS e aguardou para ver se a chuva diminuía um pouco já que a segurança dos pilotos estava em primeiro lugar.


As 10:45 hrs (45 minutos de atraso em relação ao cronograma original) São Pedro reduziu um pouco as torneiras e a primeira bateria do dia partia para a pista encharcada com 18 participantes. O que se viu foi muito cuidado e atenção dos pilotos já que a árdua tarefa deles era “limpar” a pista ao mesmo tempo em que disputavam à primeira das 3 corridas preliminares que definiria os 12 finalistas da categoria. Pelo menos eles proporcionaram ao público um show de rodadas, ultrapassagens arrojadas, belas disputas e muita adrenalina.


Em seguida os pilotos da Categoria GERAL começaram suas baterias e assim se prosseguiu durante o dia todo com a chuva sempre ameaçando apertar, mas sem voltar a cair forte como foi no início. Em determinados momentos a pista chegou a secar e os tempos de 1m15s começaram a cair para a casa de 1m00s e até mesmo 46s mais tarde.


As finais foram disputadas no mesmo traçado já que dado o atraso inicial não foi possível utilizar o traçado 3 de 1.150 mt previstos para as duas últimas provas que tem tempo médio de 59s em pista seca.


Todos os 74 pilotos deram um verdadeiro show de confraternização, amizade, respeito e fair play. “Realmente fiquei muito impressionado com a excelente organização e o clima de absoluto fair-play e elegância que a LIGA impõe aos pilotos” comentou Roberto Chrysostomo em e-mail enviado hoje para a AMIKA provando que é possível realizar qualquer tipo de evento com quantas pessoas forem sem que haja problemas de mau comportamento.


Se fora da pista os pilotos já fizeram bonito, dentro dela os aplausos e gritos entusiasmados da torcida mostravam que as brigas estavam intensas e com muita disputa roda a roda por cada centímetro do molhado asfalto em busca das vagas nas finais.


Na Categoria Pesados (90 kg ou mais) Paulo Castanheira e José Fernando de Andrade disputaram ponto a ponto a liderança do certame mesmo com o começo arrasador de Marcelo Padovan vencendo a primeira prova e recebendo o ponto de volta mais rápida. Esta categoria foi montada com uma única bateria de 18 pilotos.


Na final o mineiro Paulo Castanheira, que chegara à liderança, mostrou por que é considerado um dos melhores pilotos em atividade na AMIKA vencendo a prova de forma brilhante com direito a muita comemoração abocanhando mais um título para a sua coleção.


Na Categoria Geral, 56 pílotos formaram 6 baterias de 9 a 10 participantes que disputaram as 18 vagas que dariam direito à grande final após as 3 corridas preliminares. Alguns nomes já conhecidos eram apontados como favoritos, dentre eles Thiago Costa e Pedro Washington do Rio de Janeiro e João Vasconcellos e Maurício Pereira de São Paulo além de Stênio Campos que nos torneios de moldes semelhante ficou na terceira colocação. O que a bolsa de apostas não esperava era o desempenho arrasador de Alex Sandro Grigoletto, que vai estrear este ano na Copa AMIKA, conquistando duas vitórias, e de André Campos que foi revelado na Taça AMIKA da Amizade 2005 e fez uma belíssima fase preliminar com o impressionante saldo de 3 vitórias em 3 corridas realizadas.


Mesmo com Thiago Costa vencendo a final, a segunda colocação de Alex Grigoletto lhe garantiu o título da Geral, pois a nona colocação de André Campos tirou as chances de título do único piloto que obteve 100% de aproveitamento nas preliminares do Torneio de Verão.


Mais uma vez destaque a Paulo Castanheira que participando das duas categorias chegou às duas finais e além do título da Pesados ainda abocanhou a sexta colocação da Geral garantindo outro pódio.


A direção de provas e fiscalização de pista ficou por conta da AMIKA que levou seu próprio plantel a exemplo das etapas da COPA AMIKA. O diretor Silvio C. Santos foi muito bem avaliado pelos pilotos que por sua vez não deram muito trabalho já que houve apenas 3 penalizações ao longo do dia com destaque a uma delas aplicada ao campeão brasileiro Maurício Pereira por ter dado um cavalo de pau no meio da pista após o término de sua prova. Custando-lhe preciosos pontos que poderiam ter lhe rendido pelo menos o vice-campeonato.


O uso de direção e equipe própria agradou os participantes e ainda facilitou o trabalho dos funcionários do kartódromo que puderam ajudar com mais tranqüilidade na formação do grid e outras tarefas como ajudar pilotos que rodaram ou tiveram o kart apagado. Os mecânicos também foram alvos de elogios pela presteza com que se dedicavam a sanar defeitos nos karts de forma o mais rápida possível.


A entrega da premiação aos seis primeiros colocados de cada categoria foi regada com uma chuva fina, mas que não tirou o entusiasmo  do público e dos pilotos que comemoraram muito ainda com direito a muita conversa e alegria no final do evento, principalmente entre os que vieram de fora.


Além dos belos troféus personalizados que foram muito elogiados por todos, o campeão da Pesados levou para casa um DVD player da Gradiente enquanto que o campeão da Geral saiu carregando um televisor Gradiente de 20 polegadas com rádio AM/FM incorporado.


Está dado o pontapé inicial para a temporada 2006 da AMIKA e se depender deste começo, entramos com o pé direito para tudo de ótimo que ainda está por vir.


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *