Campeonato Metropolitano de Marcas de Cascavel: Pilotos permanecem internados em Cascavel

Os pilotos Marcos Mocelin e César Chimin, que se envolveram em um grave acidente domingo, quando disputavam a etapa de abertura do Campeonato Metropolitano de Marcas de Cascavel, no autódromo Zilmar Beux, permanecem internados na UTI do Hospital Dr. Lima.

Mocelin está em coma induzido, respirando por aparelhos. Ele tem lesões cerebrais, no tórax e no pulmão. Chimin tem lesões no tórax e no cérebro. Respira espontaneamente, mas reclama de dores,

O acidente ocorreu na quarta volta da primeira bateria das categorias A e B. Imediatamente após o acidente, a direção de prova colocou o Pace Car na pista e a equipe médica prestou os primeiros socorros aos pilotos. Logo depois, a prova foi paralisada com bandeira vermelha e a equipe médica conclui o atendimento, encaminhado os pilotos ao hospital Dr. Lima, em estado grave. Mocelin recebeu massagem cardíaca ainda da pista e seu estado é o mais preocupante. Já no hospital, passou por uma drenagem de pulmão. Chimin sofreu fratura em uma costela e teve uma pequena perfuração no pulmão, que não chegou a precisar de dreno.

Como a prova foi suspensa na sexta volta, a bateria é considerada válida, mas como não se completou 75% da prova, não se pontua. A decisão de não se prosseguir com a prova foi tomada pelos próprios pilotos, em reunião com a direção de prova e comissários desportivos. A segunda bateria será realizada na próxima etapa, no dia 3 de abril, O mesmo é válido para a categoria Turismo, que teve a realização da primeira bateria (prova), com vitória de André Soffa, de Marechal Cândido Rondon, que chegou 0s436 à frente de César Cortina (correu em dupla com Richard Valandro), de Cascavel. A segunda bateria também será disputada na segunda etapa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *