ChampCar: Bom resultado e muito trabalho marcam primeiro teste de Bruno Junqueira na ChampCar em 2008

Dois dias e meio acumulando voltas, fazendo experiências e trabalhando com engenheiros e mecânicos em busca de soluções para chegar ao acerto ideal. Depois de mais de dois meses longe das pistas, Bruno Junqueira (Telemont/Brasil Telecomunicações) teve um carnaval agitado no circuito de Sebring, que recebeu as equipes da ChampCar para o primeiro teste coletivo da nova temporada. O balanço foi positivo não apenas pela sétima marca (50s507), mas também pelo volume de informações acumuladas e pela possibilidade de avaliar o comportamento do Panoz/Cosworth da Dale Coyne Racing em condições de piso irregular – similares às de boa parte dos circuitos do calendário da categoria.

Bruno completou nada menos do que 247 voltas (cerca de 700 quilômetros, ou dois GPs e meio) e encontrou uma equipe ainda mais estruturada do que na temporada passada, que o levou a conquistar três pódios. Além dos longos períodos na pista da Flórida, procurou aproveitar os intervalos para analisar os dados da telemetria e discutir mudanças nas regulagens do chassi e suspensão. Uma rotina pesada, mas muito produtiva, como explica o piloto mineiro.

“Tivemos dois dias e meio de muito trabalho em Sebring. Voltar ao carro depois mais de dois meses sem andar é sempre bastante desgastante, ainda mais em treino como esse, em que temos sessões matinais de quatro horas, com um intervalo de almoço de uma hora e outras quatro horas à tarde. Mesmo não estando no carro por todas as oito horas, estamos incessantemente trabalhando em novos acertos e alternativas. Esses dias foram bastante produtivos, especialmente o último, quando não saí do carro durante toda a manhã, completei quase o mesmo número de voltas que havia feito nos dois outros dois dias completos. Muitos testes foram feitos e chegamos a vários diagnósticos interessantes. Chegamos a esse primeiro treino do ano bem mais estruturados, assim como senti nas outras equipes. Alguns novos pilotos vão elevar ainda mais a competitividade da categoria. Podemos esperar uma temporada bastante competitiva e possivelmente com surpresas. Estou satisfeito por voltar ao cockpit do Panoz/Cosworth da equipe Dale Coyne, e já ansioso para o próximo treino”.

Entre os novos pilotos citados por Bruno, destaques para dois franceses de mesmo nome: Franck Montagny (piloto da Super Aguri no Mundial de Fórmula 1 – 2006) e Franck Perera (vice-campeão da Fórmula Atlantic’2007). O primeiro testou o carro da Forsythe/Pettit Racing e conseguiu a sexta marca. Já o segundo surpreendeu ao levar o carro da Conquest Racing ao topo da lista de tempos. Outro piloto com passagem pela Fórmula 1 que se prepara para estrear na categoria é o paranaense Enrique Bernoldi, que vai acelerar pela equipe Rocketsports. O próximo treino coletivo – o Spring Training –, ocorre entre 12 e 14 de março no circuito californiano de Laguna Seca.

Treinos coletivos de Sebring
Resultados finais
1 – Franck Perera (FRA) Conquest 49s806
2 – Graham Rahal (EUA) Newman/Haas/Lanigan 49s950
3 – Alex Tagliani (CAN) PKV Racing 50s173
4 – Oriol Servia (ESP) PKV Racing 50s178
5 – Justin Wilson (ING) Newman/Haas/Lanigan 50s207
6 – Franck Montagny (FRA) Forsythe/Pettit Racing 50s209
7 – Bruno Junqueira (BRA) Dale Coyne Racing 50s507
8 – Alex Figge (EUA) Pacific Coast Motorsports 50s521
9 – Simon Pagenaud (FRA) Conquest Racing 50s702
10 – Enrique Bernoldi (BRA) Rocketsports Racing 50s714
11 – Paul Tracy (CAN) Forsythe/Pettit Racing 50s732
12 – David Martinez (MEX) Pacific Coast Motorsports 50s736
13 – Ernesto Viso (VEN) Minardi Team USA 50s800
14 – Mario Moraes (BRA) Dale Coyne Racing 50s930

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *