ChampCar: Bruno Junqueira é o terceiro no primeiro treino oficial na Austrália

Uma pista desafiadora, que não perdoa erros e na qual as diferenças não ficam apenas nos centésimos de segundo, mas costumam ser maiores do que o habitual. O traçado de rua de Surfers Paradise, na Gold Coast, palco do GP da Austrália, 13ª etapa da F-Mundial, à 1h10 da madrugada de domingo (22) mostra porque é um dos mais respeitados e aguardados pelos pilotos da categoria. No primeiro treino oficial para a corrida, na madrugada desta sexta-feira, Bruno Junqueira (Banco Rural/Telemont/Grupo A & C) garantiu a terceira posição no grid provisório, mesmo sem aproveitar o que seria sua melhor volta. Na madrugada deste sábado, ele volta a lutar peloa pole, disposto a manter o retrospecto positivo nesse circuito, em que venceu em 2004.

Com o Lola/Cosworth da equipe Newman/Haas, Bruno esteve entre os primeiros desde o início dos treinos livres, terminando a primeira sessão com a sexta marca, embora os tempos não fossem sua prioridade. No curto aquecimento que antecede a tomada de tempos, o mineiro, satisfeito com o acerto obtido para os 4.500m da pista australiana, sequer andou. Quando a briga contra o relógio foi para valer, ele e os demais pilotos não perderam tempo, preocupados com a possibilidade de chuva para hoje. Bruno melhorou a cada tentativa, até registrar 1min32seg265, ocupando, por alguns minutos, a pole provisória. Com os compostos extra-macios de pneus da Bridgestone (os “reds”), ele vinha em sua penúltima volta cerca de meio segundo mais rápido, mas acabou raspando em um dos muros.


Preocupado com um possível dano na suspensão, Bruno voltava aos pits para uma verificação quando um problema com A.J.Allmendinger (Forsythe) levou a direção de prova a mostrar a bandeira vermelha, concluindo antecipadamente o treino. Para a alegria da torcida local, a primeira posição, com direito a lugar garantido na primeira fila do grid e um ponto extra na classificação do campeonato, ficou com o piloto da casa Will Power (Walker Team Australia), com 1min31seg403, seguido pelo companheiro de equipe de Bruno e líder do campeonato Sebastien Bourdais.


Apesar da decepção por não ter fechado a volta que poderia lhe dar a pole, Bruno preferiu destacar a boa condição para o treino oficial decisivo, em que mantém a expectativa de largar na frente. A torcida agora é para que a chuva não atrapalhe os planos. “Vínhamos em uma ótima classificação até o pequeno incidente na volta final, quando tínhamos um tempo que poderia ter sido a pole infelizmente, mas o terceiro lugar me deixa satisfeito, e sabemos que temos mais para amanhã (hoje), e espero que não tenhamos chuva. Essa é sempre uma pista que me dá prazer em dirigir, temos sido sempre rápidos aqui, e vou procurar melhorar minha posição”, explica o piloto da Newman-Haas que, desde 2002 (não correu no ano passado já que se recuperava do acidente em Indianápolis), sempre larga nas duas primeiras filas do grid.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *