ChampCar: Bruno Junqueira está confiante para uma boa classificação em Denver

Nada melhor do que os ares de uma cidade e um circuito que trazem apenas boas recordações para que o mineiro Bruno Junqueira (Banco Rural/Telemont/Grupo A & C) retome a fase positiva na F-Mundial e volte a brigar pelas primeiras posições, depois dos problemas nos GPs de Edmonton e San Jose.


A ‘Mile High City’, como é conhecida Denver, palco da décima etapa da temporada, neste domingo (13), por estar a uma milha (1.609m) de altitude do nível do mar não apenas é o palco de um dos eventos mais concorridos da categoria mas, para o piloto da Newman-Haas, também é sinônimo de bons resultados. Hoje, a partir das 17h20 (de Brasília), ele retorna à pista de rua de 2.660m de extensão em busca da pole provisória, que lhe daria um lugar na primeira fila do grid e um ponto extra no campeonato.

Os motivos para otimismo de Bruno não são poucos. Afinal, se não participou da prova do ano passado, já que ainda se recuperava do acidente nas 500 Milhas de Indianápolis, o mineiro foi o vencedor da primeira edição do GP, em 2002, quando ainda pilotava para a Ganassi. No ano seguinte, conquistou a segunda vitória consecutiva, sua primeira com as cores da Newman-Haas e, em 2004, foi superado apenas pelo companheiro de equipe Sebastien Bourdais. Nas posições de largada, a situação se repete: são duas poles (2002 e 2003) e um segundo lugar (2004).

Bruno não esconde a alegria por voltar a acelerar em um circuito tão especial e começa o fim de semana confiante em manter o retrospecto. “Não há dúvida de que a equipe Newman/Haas tem um bom carro para essa etapa de Denver, o nosso domínio nos últimos anos está ai para comprovar, mas mais importante do que o acerto talvez seja o fato de que realmente nos damos bem com o traçado, e espero que tudo isso continue funcionando bem como antes e que nós possamos ter um fim de semana de sucesso”.

Em Denver, Bruno e os demais pilotos da F-Mundial terão a oportunidade de manifestar o desejo de que o também mineiro Cristiano da Matta, campeão da categoria em 2002, se recupere do grave acidente sofrido nos treinos extra-oficiais de Road America, em que atingiu um cervo e acabou sendo operado para a drenagem de um hematoma subdural no cérebro. Todos os carros carregarão um adesivo com os dizeres “Get well soon, Cristiano”. Mais do que simples palavras, o verdadeiro desejo dos colegas que admiram o piloto da RuSport e, acima de tudo, marcam a convivência fora das pistas pela amizade. Para Junqueira, que acompanhou boa parte da primeira fase de recuperação do amigo no Theda Clark Memorial Hospital, em Neenah, Wisconsin, é ainda a chance de retribuir o carinho recebido em 2005, quando viveu uma situação parecida.

“Será a minha vez de retribuir ao carinho que todos tiveram comigo durante o processo de recuperação do meu acidente no ano passado, quando todos os pilotos usaram nos seus capacetes ou carros um adesivo desejando minha melhora até que estivesse realmente recuperado, vamos agora fazer o mesmo pelo Kiki”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *