ChampCar: Pizzonia participará da etapa de encerramento no México

Sem descanso, o amazonense terminou testes da GP2 na Europa e partiu para a América do Norte a convite da Rocketsports.

A vida de piloto para Antonio Pizzonia está bastante movimentada nos últimos meses. Após participar dos testes de inverno da GP2, fazendo o melhor tempo da semana no circuito espanhol de Jerez de la Frontera, o amazonense embarcou nesta quarta-feira (08/11) para o México, onde participará da última etapa da Fórmula Mundial (ChampCar). A prova será realizada a partir das 18 horas (horário de Brasília) deste domingo (12/11), no Autódromo Hermanos Rodriguez, na Cidade do México, e o brasileiro estará novamente a bordo do Lola/Ford/Bridgestone da Rocketsports Racing.

Pizzonia já participou este ano de três etapas da categoria americana: Long Beach nos Estados Unidos, Montreal no Canadá, e Surfers Paradise na Austrália. Apresentando um bom desempenho e agradando a equipe e o novo patrocinador do carro número 18, a Lexington Energy Services, o convite para a rodada de encerramento foi inevitável. “Ele me chamaram ontem e eu aceitei, para conhecer um novo circuito e ganhar mais experiência com este tipo de carro, antes de decidir o meu futuro”, conta o manauara, que participará da quarta corrida na categoria, sendo todas em países distintos.

No calendário da ChampCar desde 2002, a pista com quase 4.500m de extensão e situada a 2.200m acima do nível do mar, é novidade para o ex-piloto de Fórmula 1, que terá seu primeiro contato com este circuito que também já fez parte da categoria máxima do automobilismo e é considerado desafiador, além de ser um dos melhores estruturados da América Latina. “A minha maior dificuldade mesmo deverá ser a altitude. Aliás, sei que sentirei uma boa diferença nos treinos de sexta-feira, pois sai do fuso horário da Europa, onde andei em um carro mais leve e aspirado como o GP2. Mas no final de semana já estarei adaptado”, avalia o piloto de 26 anos de idade.

A temporada da F-Mundial já tem seu campeão com antecedência, o francês Sebastién Bourdais (Newman-Haas), que conquistou o tri-campeonato com certa tranqüilidade. As novidades para esta etapa são as estréias do mexicano David Martinez e do americano Buddy Rice, ambos pela equipe Forsythe, que por sua vez não poderá contar com o veterano canadense Paul Tracy, que se machucou ao capotar um carrinho de golfe nas dunas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *