Coluna: Fortes emoções ‘hermano’, por Vitor Garcia

Aconteceu no último final de semana (30/10) a 10ª. etapa da Stock Car V8, em Buenos Aires, Argentina. Foi a segunda fez que a categoria fez uma prova internacional, a primeira na América do Sul. Antes disso, a Stock Car havia realizado duas provas em Portugal, em 1982.

O evento aconteceu em conjunto com a TC2000, categoria argentina que dispõe de nove marcas diferentes disputando o campeonato.


 


Mais de 70 mil pessoas puderam assistir a uma das melhores corridas da Stock Car em 2005. A pole-position foi marcada pelo estreante Christian Fittipaldi, seguido por Matheus Greipel e Giuliano Losacco. Cacá Bueno largou em 6º. e Hoover Orsi em 19º.


 


A corrida foi fantástica, com muitas ultrapassagens e vários toques que levantaram a galera nas arquibancadas. Infelizmente, dos 41 carros que alinharam apenas 14 chegaram ao fim.


 


Muitos toques, alguns desnecessários forem responsáveis pelas desistências de alguns pilotos. No início da corrida, Tuero e Ruben Fontes disputavam posições e após uma rodada do argentino, Fontes não conseguiu desviar e ambos tiveram que abandonar. Na volta para os boxes, Ruben Fontes acabou dando declarações com a cabeça quente que não foram das mais agradáveis.


 


Mas o que está dando o que falar essa semana é a declaração de Cacá Bueno. O atual líder do campeonato disputava posição com o pole Christian Fittipaldi; após tocar em Fittipaldi para tentar fazer uma ultrapassagem, Cacá Bueno levou o troco, que deixou o carioca furioso.


 


Após isso, Fittipaldi teve problemas com a embreagem no carro, que lhe obrigou a abandonar a corrida. Não sei se foi por causa desse toque, mas Cacá também teve problemas com a roda traseira do seu carro, que lhe obrigou a entrar nos boxes nas voltas finais. Ainda faltando duas voltas ele saiu da pista e parou na brita, abandonando também a corrida.


 


Na volta aos boxes, como é comum, Cacá deu algumas declarações com a cabeça quente, acusando Fittipaldi de não ser um piloto leal e ainda por cima usar o nome da família para correr.


 


Nessa terça-feira (01/11), aconteceu em SP um jogo de futebol beneficente, onde vários pilotos jogaram entre eles Cacá Bueno. Já com a cabeça fria, o carioca resolveu não mudar o tom de sua declaração e afirmou a quem quisesse ouvir “O Christian é um mau-caráter. Tenho certeza de que ele bateu no meu carro de propósito para me tirar da prova. Estou falando isso de cabeça fria mesmo. Ele é um inconseqüente e mostra o porquê de ele estar abaixo do 20.º na classificação”.


 


Todos sabem que as corridas de turismo têm muitos toques mesmo, a Stock Car então nem se fale. Durante a prova, não foi difícil ver Cacá encostando-se a outros pilotos para passar, e isso ficou claro em uma ultrapassagem realizada sob Ruben Fontes. Mas aí vale a seguinte regra, não faça com os outros o que não gostaria que fizesse contigo mesmo.


 


Na minha opinião, não vi o toque do Christian como algo desleal, pois segundos antes ele havia tomado um bom “chega pra lá” do próprio Cacá, então nada mais justo que seja pago na mesma moeda. Acho que ele está mais nervoso em ver o Giuliano Losacco se aproximar na classificação do que realmente com o toque.


 


Em tempo, Losacco venceu em Buenos Aires, e com o abandono de Cacá a diferença entre ambos caiu para 23 pontos, dos 50 em jogo ainda! A próxima corrida acontece dia 13 de novembro no Rio de Janeiro, e espero que até lá as coisas estejam mais calmas.


Stop & Go



  • No jogo beneficente, Cacá fez duras declarações a sua equipe, Action Power. Segundo o piloto, “Estão falando em renovação da equipe. O pessoal acaba te contratando quando está precisando de resultados. Ganho muito bem para isso, é verdade. Mas depois que você consegue bons resultados, eles querem trocar de piloto para ficar com o salário. Já aconteceu isso comigo”. Será que está pintando dança das cadeiras na Action Power, no melhor estilo Frank Williams onde o campeão é dispensado?

 



  • Dia 13 de novembro acontece em Interlagos a última etapa da Pickup Racing, onde conheceremos o campeão da temporada 2005. Três pilotos estão na disputa: João Campos (tetra-campeão), Cláudio Ricci e Abramo Mazzochi. O SpeedRacing.com.br levará dois internautas e seus respectivos acompanhantes para assistir a prova no camarote VIP da categoria, além de dar uma volta de Pickup no circuito. Não perca tempo, participe agora mesmo clicando aqui!

 



  • Aproveitando o clima, o SpeedRacing.com.br quer saber quem será o campeão da Pickup Racing. Entre no site www.speedracing.com.br e vote na nossa enquête!

 



  • Na Fórmula 1 algumas novidades: a FIA anunciou a imprensa e aos times um novo layout com duas asas traseiras no modelo que pode ser utilizado a partir de 2008. Segundo a FIA, essa mudança aumentaria as ultrapassagens na categoria, será que vai ser aprovado?

 



  • Nessa semana foi anunciada uma nova equipe na F1: Super Suzuki. Equipe do ex-piloto de F1 Aguri Suzuki, que atualmente tem um time na IRL. Seria o planejado time B da Honda, apesar do próprio Suzuki desmentir esse fato. O novo time já teria os motores Honda para 2006 e pneus Bridgestone. Falta agora o chassis, já que a FIA impede que os BAR desse ano sejam utilizados.

 



  • Pizzonia anunciou que está deixando a Williams; o brasileiro estaria negociando com a BMW e a recém formada Super Suzuki, ou quem sabe como piloto de testes de algum outro time…

 


A Equipe SpeedRacing.com.br estará em Interlagos no dia 13 de novembro na última etapa da Pickup Racing. Não deixe de comparecer ao autódromo e participar dessa super festa, espero todos vocês por lá!!!


 


Um grande abraço a todos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *