Copa América Top Race: Carro de Fábio Fogaça pega fogo

Piloto brasileiro teve dificuldades de sair do incêndio, mas não sofreu nenhum dano físico.

O brasileiro Fábio Fogaça (Feeder/Case/Beta/Braspress/F-Truck/Kraucher), atual campeão brasileiro da Stock Car Jr, passou por um grande susto no domingo (14/2), quando o seu Mondeo TRV6 pegou fogo na primeira etapa da Copa América Top Race, disputada em Comodoro Rivadavia, 1.800 km ao sul de Buenos Aires (Argentina).

“Eu estava indo bem, já em 27º entre os 41 pilotos, quando logo na quinta volta o motor quebrou, o óleo caiu no escape e acabou pegando fogo. O pior é que o incêndio invadiu o cockpit e eu não conseguia abrir a porta”, comentou o jovem (18 anos).

Em sua estréia internacional o piloto de Sorocaba – interior de São Paulo – largou da 31ª posição e ganhou quatro posições logo no começo da prova. Sua progressão foi interrompida por causa do grande incêndio, que preocupou todos no Autódromo. “Eu me assustei um pouco com o fogo, pois nunca passei por isso. Mas fiz uma boa largada, porque tinha 41 carros, e meu objetivo era chegar ao final para aprender o comportamento do carro em 45 minutos de corrida. Foi uma pena, mas a categoria é fantástica e a equipe também”. A vitória foi do argentino Juan Bautista De Benedictis (Mercedes TRV6), seguido do ex-piloto de Fórmula 1 Norberto Fontana (Passat TRV6), a apenas 0s370 depois de 32 voltas.

No treino classificatório de sábado Fabinho Fogaça ficou com o 38º tempo, em virtude de uma batida no finalzinho de sua volta mais rápida, quando as parciais indicavam que ele estava entre os quinze mais rápidos. “Meu carro ‘traseirou’ na entrada da reta e eu quis consertar sem tirar o pé do acelerador. O carro contra-golpeou, sai da pista e bati. Eu lamento, mas a Canapino Racing é uma grande equipe e fez um ótimo trabalho reconstruindo o carro e deixando-o em perfeitas condições para hoje (domingo)”, disse o representante da Feeder/Case/Beta/Braspress/F-Truck/Kraucher. A pole position foi do argentino Emiliano Spataro (Passat TRV6), bicampeão da categoria, mas na corrida de três voltas entre os dez primeiros, para definir as cinco primeiras filas para domingo, o vencedor foi seu compatriota Guido Falaschi (Mondeo TRV6).

Baterias classificatórias

Em virtude do grande número de participantes, na manhã de domingo os 41 pilotos foram divididos em três grupos, para três baterias classificatórias de apenas seis voltas cada uma pelo circuito de 3.754 metros no Autódromo General San Martín. Na primeira disputa o vencedor foi Juan B. De Benedictis, que assim abriria caminho para a sua vitória no final do dia.

Na segunda o argentino Agustín Canapino (Mercedes TRV6) ficou com a vitória. Fogacinha participou desta largada e recebeu a bandeirada na 12ª posição. Largando entre o ex-piloto de Fórmula 1 Esteban Tuero e o brasileiro, Roberto Falcón capotou e deu ao menos três voltas sobre o próprio eixo de seu Mondeo TRV6 na curva 2 e por sorte não sofreu danos físicos. A terceira disputa foi vencida pelo argentino Norberto Fontana.

A segunda etapa da Copa América Top Race será dia 28 de fevereiro, no Autódromo Ezequiel Crisol, em Bahia Blanca, província de Buenos Aires, na Argentina.

O que é a Top Race

A Top Race V6 é uma das principais categorias do automobilismo sul-americano, ao lado da Stock Car, TC2000 e Turismo Carretera e tem suas 14 provas transmitidas pela TV América. Ela ficou mais em evidência depois que o atual campeão Jose Maria Lopes foi anunciado como piloto titular da US F1, nova equipe do Mundial de Fórmula 1.

Os carros são os modelos Ford Mondeo, Chevrolet Vectra, VW Passat, Mercedes-Benz e Peugeot 407, com chassis tubulares como na Stock Car e motores sorteados Berta 3.0 litros V6, com 350 cavalos de potência. O câmbio Saenz tem cinco marchas à frente mais a ré. As rodas de alumínio são de 18 polegadas, com pneus Pzero, da Pirelli. Os amortecedores são os Penske com dois tipos de regulagem externa.

Os seis primeiros na 1ª etapa da Copa América Top Race foram:
1) Juan B. De Benedictis, Mercedes TRV6, 32 voltas em 43min15s455;
2) Norberto Fontana, Passat TRV6, a 0s370;
3) Agustín Canapino, Mercedes TRV6, a 8s325;
4) Guido Falaschi, Mondeo TRV6, a 8s536;
5) Ivo Perabo, Mercedes TRV6, a 9s148;
6) Rafael Morgenstern, Mercedes TRV6, a 15s010.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *