Copa Brasil Spyder Race: Londrinense, meu!

Luiz Carlos Abbade, paulista mas com coração londrinense saiu do Endurance e encara a Copa Brasil Spyder Race pela equipe HJL Motorsport.

O paulista Luiz Carlos Abbade (HJL Motorsport /
Vitrine Jardins) é o piloto do carro n° 10 na temporada de estréia da
Copa Brasil Spyder Race como torneio nacional. Mas o piloto do capacete
amarelo e azul carrega a experiência de muitos quilômetros adquiridos
pelos mais diferentes carros guiados.

Como a grande maioria dos pilotos, iniciou no kart com 14 anos, mas aos
16 resolveu experimentar as duas rodas, competindo em 1978 e 79 em
motos, mas retornando ao kart já nos anos 80. No final nos anos 90
(1999/2000) partiu para as categorias fórmula, correndo com F3 e F2000
em São Paulo.

Em 2001 conheceu o protótipo Spyder Race, e foi paixão a primeira
vista; participou de provas do campeonato paulista e provas de
Endurance com o protótipo, mas foi em Londrina (PR) que a amor pelo
carro aflorou: Abbade resolveu participar do regional paranaense de
longa duração da cidade, onde ficou por 4 anos, além de participar de
provas importantes no âmbito nacional, como etapas do Brasileiro de
Endurance, 500 km de Interlagos, entre outras.

A mudança de ares foi muito importante para que Abbade evoluísse como
piloto, conhecendo novos circuitos, novas equipes e desenvolvesse ainda
mais sua pilotagem. Hoje na Copa Brasil Spyder Race, categoria que tem
suas corridas com duração de 45 minutos, o piloto comenta a diferença
das provas de longa duração que duravam pelo menos 2 horas: “O ritmo de
corrida em uma prova de longa duração é mais tranqüilo, pois é muito
importante, mas desgastar o carro prematuramente. Já em uma prova mais
curta como da Copa Brasil Spyder Race o ritmo é bem mais acelerado”.

Terceiro no campeonato, somando 13 pontos depois da etapa de abertura
em Curitiba na categoria Light, a próxima etapa acontece em Londrina
(PR), “casa” de Luiz Abbade: “Adoro Londrina, o pessoal de lá é muito
bacana, fiz muitas amizades durante o período que estive por lá”
,
destacou. “A dona Lair dona do restaurante, seu Chico marido dela, são
todos muito prestativos e estão sempre dispostos a ajudar. Posso dizer
que lá é outro mundo: se você chegar lá com o carro apenas, o pessoal
deixa você colocá-lo no Box e já arrumam o pessoal para trabalhar no
carro durante o final de semana”
.


“Estou muito entusiasmado em voltar à Londrina. Lá temos uma ótima
estrutura, com 30 boxes e uma pista de 3.146m, com duas grandes retas,
duas curvas de baixa, ótimas áreas de escape, uma pista com traçado
fácil de aprender, mas com alguns segredos, como o S de baixa em
descida e duas curvas cegas”
, informou o piloto “local”. “Devido ao
traçado, as ultrapassagens serão sempre difíceis, ou seja, quem largar
na frente terá vantagem”
, finalizou Luiz Carlos Abbade, dando algumas
dicas, mas sem contar os segredos da próxima etapa.

A Copa Brasil Spyder Race monta sua estrutura para a 2ª etapa da
temporada 2010 nos dias 19 e 20 de junho no Autódromo Internacional
Ayrton Senna em Londrina (PR).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *