Copa Clio: Líder busca vitórias sem perder o foco principal

A lista de favoritos ao título da Copa Clio é extensa. Não poderia ser diferente numa categoria que reúne até mesmo pilotos com passagem pela Stock Car, o principal campeonato do automobilismo nacional. E quem largou na frente nesta disputa foi o paulista Leonardo Sanchez, vencedor da primeira etapa, que lidera a tabela de classificação depois da prova de Campo Grande (MS), realizada no meio do mês. É apenas o início de uma temporada relativamente longa (foram realizadas duas das dez etapas previstas), mas o piloto começa a planejar a seqüência do ano exclusivamente de olho no título. A principal meta é manter a regularidade.

“Não adianta aparecer com destaque em uma ou outra etapa e depois ficar fora dos pontos. É preciso estar sempre bem. Começamos com uma vitória em Curitiba, subimos ao pódio em Campo Grande e precisamos manter o ritmo nas próximas etapas para atingir nosso objetivo”, afirma o piloto da equipe Bolivar, que tem 34 pontos. O vice-líder é João Faccio, com 28, seguido por Claudio Gontijo, com 26. A próxima etapa terá grande importância nesta briga e está marcada para o dia 4 de junho, em Brasília, apesar da possibilidade de mudança de local.

Num único fim de semana serão realizadas duas corridas, com um total de 54 pontos em jogo. Com a programação tão apertada, qualquer falha pode colocar tudo a perder. “Se o piloto chegar ao circuito com um acerto ruim, vai enfrentar duas etapas difíceis e os adversários vão se aproveitar para ganhar distância. Por esse motivo eu me sinto bastante confiante. Estou numa equipe que costuma mostrar um rendimento bastante regular, sem altos e baixos. As outras quatro temporadas já mostraram que isso é fundamental na Copa Clio”, analisa o piloto, de 24 anos de idade.

A experiência de quatro anos na categoria é o que mantém Leonardo Sanchez em busca de vitórias, mas sem perder o foco no objetivo principal. “Passei por uma boa fase de aprendizado na Copa Clio e agora me sinto preparado para brigar pelo título. Não esperava começar a temporada tão bem, mas agora tudo parece muito natural e me sinto motivado para continuar trabalhando para ser campeão”, conclui Leonardo Sanchez, que antes de chegar à Copa Clio conquistou o título paulista da Copa Corsa, em 2001, logo em seu primeiro ano no automobilismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *