Copa das Federações: Equipe semi-oficial Chevrolet confirma presença na abertura da temporada

Vectra GT 2.4 será pilotado pelo sobrinho de Chico Landi

A equipe semi-oficial da marca Chevrolet confirmou hoje presença na abertura da Copa das Federações, certame que inicia domingo em Curitiba (PR) e vale pela disputa do título brasileiro da categoria Endurance nesta temporada. Segundo o chefe do Chevrolet Endurance Team, Carlos Prado, a equipe retorna à categoria endurance com muitas novidades e grandes esperanças de manter a superioridade na Categoria IV:

“Estamos nos preparando com muita garra para a Copa das Federações. Para a prova de abertura inscrevemos uma dupla diferente para conduzir o Vectra GT: o Ricardo Landi e o Sergio Gotti, e fizemos grandes mudanças na mecânica do carro, que irá competir com um motor aspirado.”

Até recentemente o time sediado no bairro da Vila Cruzeiro, em São Paulo (SP), desenvolvia a motorização turbo, porém há alguns meses optou por utilizar o propulsor Chevrolet de 2,4 litros, quatro cilindros e 16 válvulas com um sistema de alimentação aspirado e utilizando soluções de preparação desenviolvidas pelo Opel Performance Center, da Alemanha. Segundo Prado “Landi e Gotti terão pelo menos 255 cavalos para se divertirem no fim de semana”. O dirigente e piloto lembrou ainda que o aumento de potência em relação ao motor original foi conseguido também com o retrabalho das partes internas do bloco fabricado no Brasil.

Herdeiro de Chico Landi

O paulistano Ricardo Landi é sobrinho-neto de Chico Landi, o primeiro brasileiro a pilotar para a Ferrari, nos anos 1940, e pioneiro brasileiro na F1. Após tentar a carreira internacional ao disputar categorias norte-americanas, abortada em função de um acidente, ele alterou seus planos e regressou ao Brasil. Atualmente Ricardo se divide entre sua função de instrutor do Centro de Pilotagem Manzini, que funciona no Autódromo de Interlagos e disputar o Mini Challenge, onde defende a equipe Eurobike. Isto garante uma adaptação rápida ao seu novo brinquedo, que tem tração dianteira:

“Estou ansioso para colocar as mãos nesse Vectra, que tem tudo a ver com aqueles carrões europeus de turismo, super-preparados e com aparência de automóvel potente. Além disso, fiquei muito bem impressionado com a qualidade do acabamento e dos detalhes, o que passa a sensação agradável de que se trata de um veículo construído com esmero e carinho.”

A presença de Landi e Gotti ainda não está confirmada para as próximas etapas da Copa das Federações, em Guaporé (RS), Velopark (RS) e Interlagos (SP). Carlos Prado somente se ausentou do cockpit nesta etapa por motivos de saúde e já planeja voltar a pilotar no mês que vem:

“Sofri uma cirurgia recente e não fui liberado pelo meu médico para esse tipo de esforço. De qualquer forma, estou contente em poder participar desta prova que marca o renascimento da categoria Endurance no Brasil e espero em breve voltar a participar da categoria com o piloto para poder defender os meus títulos de campeão nas últimas duas temporadas.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *