Copa Fiat: líderes brigam ponto a ponto na reta final

Cacá e Bragantini chegam a Brasília separados por diferença mínima; sorteio de Uno é atração

Depois de intervalo de cerca de 45 dias, a Copa Fiat entrará na reta final neste fim de semana em Brasília em clima de rigoroso equilíbrio na disputa do título de pilotos. O líder e atual bicampeão Cacá Bueno soma 96 pontos e leva vantagem mínima de um para o segundo colocado, André Bragantini. Depois das corridas no Distrito Federal restará apenas a rodada dupla de encerramento do calendário em novembro no Rio Grande do Sul.

Cacá, em seu terceiro ano na série de turismo do Racing Festival defendendo a GT Competições com patrocínio do Banco Itaú, e Bragantini, na presente temporada correndo pela Pater Racing com apoio da Aethra, vêm andando no pelotão da frente desde o início do campeonato. Os dois chegaram a ser superados pelo experiente Christian Fittipaldi, depois das duas vitórias do ex-piloto da Fórmula 1 e da Fórmula Indy em Goiânia na segunda etapa. No entanto, a partir da segunda prova em Curitiba, Christian engatou uma série de maus resultados, marcou apenas um ponto em três provas e perdeu fôlego. Na terceira colocação com 72 pontos, vai precisar de uma combinação de resultados tão favorável quanto improvável no Distrito Federal para retomar o topo da tabela. Apenas os três primeiros colocados venceram neste ano – Cacá ganhou quatro vezes e Bragantini, duas.

Se o retrospecto contar, Cacá é o piloto com maiores razões para sonhar com uma passagem bem-sucedida pela capital da República. Nos dois primeiros anos da categoria, ainda sob a antiga denominação de Trofeo Linea, o carioca venceu uma prova em cada. Christian é outro com boas recordações da pista, aliás, onde subiu ao alto do pódio pela primeira vez na carreira em 1988 em sua segunda corrida na Fórmula Ford. Em 2010, Christian conquistou uma vitória inédita no Distrito Federal. Em contrapartida, Bragantini não tem levado muita sorte no traçado com 5,4 km de comprimento. Em quatro corridas, o resultado mais expressivo até agora foi um 7º lugar em 2010.

O torcedor de Brasília, que viverá um domingo sem as eleições municipais que serão realizadas em todo o País, terá uma programação bastante movimentada. Além da Copa Fiat, o Racing Festival levará à cidade pela primeira vez o campeonato das supervelozes motos Yamaha R1 GP1000. O show de freestyle e o sorteio de um Uno Vivace completam o cardápio de atrações. Os ingressos poderão ser retirados nas bilheterias do Autódromo Internacional Nelson Piquet no sábado e no domingo, mediante a troca por dois quilos de gêneros alimentícios cada.

Para consultar a galeria de fotos, acesse http://www.racingfestival.com.br/fotos.aspx

O Racing Festival é uma realização da RM Racing Events, com patrocínio de Fiat, Itaú e Yamaha, co-patrocínio da Pirelli e apoio da Iveco e Master Power.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *