Copa Montana: Galid Osman fecha a sexta como o mais rápido em Curitiba

O piloto paulista foi o melhor nas duas sessões no Autódromo Internacional de Curitiba.

O paulista Galid Osman, da equipe Carlos Alves II, foi o destaque da sexta-feira na etapa de abertura da Copa Chevrolet Montana, que acontece neste domingo (11), no Autódromo Internacional de Curitiba. O piloto foi o melhor nas duas sessões realizadas, fechando o dia com a volta mais rápida: 1min25seg217. O segundo melhor desempenho foi de Nelsinho Piquet, da M4T Motorsport, que completou os 3695 metros do circuito paranaense com o tempo de 1min25seg417, repetindo os bons resultados da quinta-feira, quando foi o melhor no coletivo. Lucas Finger, da AMG Motorsport, com 1min25seg884, ficou em terceiro.

A categoria de acesso volta à pista do circuito misto do Autódromo Internacional de Curitiba neste sábado às 10h para a realização do treino classificatório que definirá o grid da Copa Montana nesta primeira etapa. A disputa ocorrerá no domingo,às 13h com transmissão ao vivo na RedeTV! e também no canal Speed Channel.

Os primeiros treinos livres da mais nova divisão da Stock Car deram uma mostra do que vem pela temporada, com nove etapas entre abril e dezembro. Reunindo equipes e pilotos de destaque, a briga pelo topo do pódio e pelas vagas na divisão principal tem tudo para ser emocionante. Depois dos bons desempenhos de Nelsinho Piquet e Julio Campos na quinta-feira, a sexta foi de Galid Osman, que sempre esteve andando na ponta. Destaque para Nelsinho, convidado especial para esta etapa, que manteve o ritmo e fechou em segundo no dia.

Emoção e carinho marcam a visita ao Pequeno Príncipe

No começo da tarde desta sexta-feira os pilotos Cadu Pasetti, Nelsinho Piquet e Thiago Riberi, que competem na Copa Chevrolet Montana, saíram de suas rotinas de treinos para levar atenção e carinho às crianças internadas no Hospital Pequeno Príncipe, uma das referências no Brasil no atendimento pediátrico de mais de 30 especialidades.

Os pilotos foram recebidos pelo gerente de marketing do hospital Rodolfo Schneider, que mostrou toda a estrutura do local, e também contou um pouco da atuação do Pequeno Príncipe em diversas áreas, incluindo a preocupação com a família e o trabalho social que desenvolvem.

Cadu, Nelsinho e Thiago tiveram contato com alguns dos pacientes do hospital e puderam prestar solidariedade e proporcionaram um momento especial e único a essas crianças. Um verdadeiro gesto de humanidade e carinho.Os pilotos ficaram emocionados com as histórias, e felizes em poder estar ali ajudando, mesmo que indiretamente na recuperação delas.

“Uma ação como essa é muito válida, pois ajudamos o hospital a divulgar esse eles ficam animados e não pensam na doença”, enfatizou Thiago Riberi.

Nelsinho e Cadu compartilham da mesma opinião. “É muito bom poder ajudar, mesmo que indiretamente, e com nossa imagem podemos levar a importância desse trabalho para a sociedade”, relatou Cadu. “Realmente é uma iniciativa importante e bacana, acho que o Thiago disse tudo”, complementou Nelsinho.

Para Rodolfo Schneider a presença dos pilotos é uma oportunidade única para essas crianças e também uma forma de contribuir com a recuperação delas. “É mesmo uma oportunidade especial e única para nossas crianças, especialmente as de baixa renda, que dificilmente teriam condições de ver esses pilotos. Sem contar que é uma ferramenta que estimula o processo de cura, já que a criança foca suas energias para outras coisas”, declarou o gerente de marketing do hospital.

Giovani Marcelino, de 7 anos, um dos pacientes do Pequeno Príncipe e internado com leucemia, tinha brilho nos olhos ao ver os ídolos da Família Stock Car. Com poucas palavras, foi em direção aos pilotos para ganhar um abraço. “Eu gosto de corridas, é legal ver os pilotos aqui”, disse Giovani.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *