Stock: Marcos Gomes começa na frente em Curitiba

Xandinho Negrão é 11º; pneus fazem a diferença nos primeiros treinos livres.

O paulista Marcos Gomes (Full Time) dominou uma sessão decidida nos centésimos de segundo e liderou a abertura dos treinos livres da segunda etapa da Stock Car. Os três primeiros colocados desta sexta-feira no Autódromo Internacional de Curitiba – Pinhais ficaram separados por menos de um décimo, equilíbrio que sugere uma árdua batalha pela pole nas tomadas classificatórias de amanhã.
No fim da tarde, o hiato entre Marcos Gomes e o 21º, o local Rodrigo Sperafico, era inferior a um segundo. As diferentes condições de pneus, no entanto, acabaram pesando no resultado final. “Tem uma galera aí na frente que colocou um jogo zero”, comentou Thiago Meneghel, engenheiro de Xandinho Negrão na Equipe Medley. Como o regulamento permite a utilização de apenas dois sets de pneus novos por etapa, Xandinho optou por treinar apenas com os usados da prova anterior em São Paulo e poupar os melhores sábado.
Os pneus, aliás, transformaram-se em preocupação para Xandinho. Em Interlagos, a excelente corrida que fazia – largara em 20º e ocupava o 7º lugar na penúltima volta – se transformou em decepção por conta do furo do traseiro direito. Com a parada imprevista nos boxes, o saldo foi apenas a 15ª posição e um único ponto conquistado. Na capital paranaense, Xandinho estranhou o descompasso de rendimento de um jogo para outro. “Virei um segundo mais rápido com um jogo com praticamente o mesmo número de voltas”, afirmou.
Os carros voltam à pista às 8h05 para a terceira e última sessão de ensaios livres. As tomadas classificatórias começam às 11h20 e apenas os seis mais rápidos da segunda decidirão a pole. Apesar do descontentamento de alguns pilotos com o regulamento, o sistema atual será mantido. Assim, os seis primeiros do grid partirão com os pneus usados no qualifying, enquanto os demais poderão largar até com pneus zero.
Os tempos da sexta-feira em Curitiba:
1) Marcos Gomes – 1min19s922 (Peugeot)
2) Átila Abreu 1min19s933 (Chevrolet)
3) Julio Campos – 1min19s969 (Peugeot)
4) Valdeno Brito 1min20s093 (Chevrolet)
5) Cacá Bueno – 1min20s179 (Peugeot)
6) Ricardo Mauricio – 1min20s352 (Chevrolet)
7) Felipe Maluhy 1min20s479 (Chevrolet)
8) Luciano Burti 1min20s487 (Peugeot)
9) Alan Hellmeister – 1min20s542 (Peugeot)
10) Nonô Figueiredo – 1min20s560 (Chevrolet)
11) Xandinho Negrão – 1min20s608 (Chevrolet)
12) Allam Khodair – 1min20s610 (Peugeot)
13) Daniel Serra 1min20s637 (Peugeot)
14) Diego Nunes 1min20s734 (Peugeot)
15) Betinho Gresse – 1min20s747 (Chevrolet)
16) Thiago Camilo – 1min20s805 (Chevrolet)
17) Lico Kaesemodel – 1min20s821 (Peugeot)
18) Max Wilson – 1min20s829 (Chevrolet)
19) Alceu Feldman – 1min20s886 (Peugeot)
20) Antonio Pizzonia – 1min20s886 (Chevrolet)
21) Rodrigo Sperafico – 1min20s905 (Peugeot)
22) David Muffato – 1min20s928 (Peugeot)
23) Popó Bueno – 1min21s018 (Chevrolet)
24) Constantino Jr 1min21s125 (Peugeot)
25) Cláudio Ricci – 1min21s157 (Peugeot)
26) Gustavo Sondermann -1min21s241 (Chevrolet)
27) Pedro Gomes 1min21s259 (Chevrolet)
28) Ricardo Zonta 1min21s259 (Peugeot)
29) Duda Pamplona – 1min21s427 (Chevrolet)
30) Christian Fittipaldi – 1min21s432 (Chevrolet)
31) Tarso Marques – 1min21s619 (Chevrolet)
32) Antonio Jorge Neto – 1min21s776 (Peugeot)
33) Giuliano Losacco – 1min22s036 (Peugeot)
34) Thiago Marques – 1min23s589 (Peugeot)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *