Copa Montana: Pilotos enfrentam pista mais curta da temporada

Com 2.278 metros de extensão, Velopark tem o menor traçado dentre os autódromos que recebem o circo da Stock Car.

Inaugurado recentemente, o Velopark passou a receber as principais categorias do automobilismo nacional em 2010. Com 2.278 metros de extensão, o complexo automobilístico localizado em Nova Santa Rita (RS) tem o menor traçado dentre os autódromos que recebem o circo da Stock Car.
O circuito gaúcho é mais curto até mesmo que as pistas de rua de Ribeirão Preto (SP) e Salvador (BA), que têm 2.395 e 2.724 metros, respectivamente, e que o anel externo do Autódromo Nelson Piquet, em Brasília, que possui 2.919 metros de extensão. Com 4.309 metros, Interlagos (SP) tem o maior traçado do Brasil atualmente.
E será nesta pista “apertada” que a Copa Montana, categoria de acesso da Stock Car, realiza sua terceira etapa da temporada, neste fim de semana (5 e 6 de maio). O receio dos pilotos é com o congestionamento no treino classificatório de sábado e com as primeiras voltas da prova de domingo.
Além de torcer por uma “volta limpa” na tomada de tempos, Marcello Cesquim, piloto da Montana #10, ressalta que todo cuidado é pouco na corrida. “Este é um circuito que exige paciência. Quase não tem pontos de ultrapassagem e os acidentes são quase inevitáveis. Será uma corrida de sobrevivência”, prevê o piloto da International Caminhões. 
O paranaense pretende fazer sua estreia real na Copa Montana neste fim de semana. A quebra da homocinética em São Paulo e o toque de um adversário em Curitiba tiraram as chances de pódio de Cesquim. “Estamos com um carro rápido durante as corridas, mas os problemas mecânicos e os acidentes estão atrapalhando. Espero que a má fase acabe logo”, ressalta.
A Copa Montana terá dois treinos livres antes da tomada de tempos, que define o grid de largada. No domingo, a corrida está marcada para às 13h20.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *