Copa Montana: Tudo pronto para estréia do carioca Anderson Faria na categoria

O Autódromo Internacional de Curitiba está pronto para receber a estréia da Copa Chevrolet Montana Pick Up Racing 2010. Os novos e arrojados carros da modalidade entraram pela primeira vez na pista para aquecer os motores nos testes coletivos, nesta quinta 8 de abril. Parte da programação está marcada para às 13 horas de domingo, com transmissão ao vivo pela Rede TV!. Diversas estrelas do automobilismo já confirmaram presença, entre eles Nelsinho Piquet e o piloto da equipe carioca Tekprom, Anderson Faria.

O campista de 29 anos chegou este ano à Tekprom especialmente para disputar a competição. “Comecei como todo menino no Kart, em Campos, passando pelas categorias Turismo Estadual (correndo com Voyage e Gol), Formula Renault, até chegar à principal categoria do automobilismo brasileiro”, disse o talentoso piloto, considerado como uma grande promessa para esta temporada.
De acordo com Murilo Piloto, engenheiro e preparador do carro de Anderson, o treino livre desta quinta foi bom para verificar se está tudo em ordem com o carro, como um checklist. “Somente o tempo que estava um pouco estranho hoje, com formação de chuva, mas isso não é problema para o Anderson. Ainda assim, acho que pista molhada não é um fator muito positivo quando não se está habituado com o carro, neste caso é melhor pista seca. Mas estamos tranqüilos e sei que faremos um bom trabalho”, avaliou Murilo.
Esta prova do automobilismo é uma fusão da Copa Vikar e a Pick Up Racing com o intuito de aliar a tecnologia da Vikar com o visual arrojado das pick ups. Inspirada na Nascar Truck Series, a Pick Up Racing surgiu no Brasil em 1999. Homologada oficialmente pela Confederação Brasileira de Automobilismo em 2000, a categoria fez sua primeira prova oficial em 8 de abril de 2001, na cidade de Tarumã, Região Metropolitana de Porto Alegre (RS). A princípio utilizava os modelos Chevrolet S10, Dodge Dakota e Ford Ranger. Na temporada 2007, uma nova marca entrou na competição: a Agrale Marruá.
Para 2010, o regulamento determina que o piloto tenha que dar 18 voltas em uma hora, com todos os carros na pista. “Neste caso, o piloto tem que sentir o momento certo do carro. Esta regra é melhor tanto para o piloto quanto para o carro, pois ambos possuem mais chances de conquistar um bom tempo sem ter que parar no boxe. O intervalo desaquece os pneus”, explicou o engenheiro que aguarda com cautela a primeira corrida para, então, diagnosticar o desempenho da equipe. “Ainda não temos previsão para este ano, antes precisamos avaliar a primeira prova para adaptação. O mais importante é marcar pontos de forma constante”, concluiu Murilo Piloto.
Nesta temporada, a Pick Up terá em seu grid 50 carros alinhados, 30 da própria Pick Up e 20 herdados da extinta Stock Light. Emoção e adrenalina em dose dupla, produzidas pela perícia, talento e arrojo de cerca de 50 pilotos muito bem preparados e dispostos à vitória. A nova Pick Up Racing supercompetitiva vai ser mais um bom motivo para chamar a atenção da mídia especializada e dos espectadores vidrados na categoria principal, Stock V8, transmitida ao vivo pela Rede Globo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *