Copa Petrobras de Marcas: Ricardo Maurício garante mais uma vitória para a Honda

Com o resultado, piloto do Honda Civic #90 assume a liderança do campeonato

Ricardo Maurício é o novo líder da Copa Petrobras de Marcas. O piloto do Honda Civic #90 venceu a bateria de encerramento da etapa de Brasília neste domingo (04/05) e agora soma 68 pontos. A segunda posição ficou com Alceu Feldmann, também da Honda, e Vitor Meira, correndo pela Ford, cruzou a linha de chegada em terceiro.

Atual bicampeão da categoria, Maurício partiu em terceiro, ultrapassou Thiago Marques na largada e na volta 11 superou Alceu Feldmann para liderar a corrida. “Tínhamos outros pilotos em melhores condições de vencer a prova do que nós, mas por circunstâncias de corrida nós acabamos levando. Largamos em sexto e corremos com um jogo de pneus novos. Optamos por usar os pneus mais desgastados na primeira corrida e com os novos para a segunda. Acho que essa foi a escolha adequada”, comentou o líder do campeonato.

Na segunda volta um acidente envolveu Carlos Souza e Allam Khodair. O Japonês Voador acabou rodando e se chocou contra a barreira de pneus. Denis Navarro e Daniel Kaefer também se envolveram no acidente, e o safety car entrou na pista. Na volta 11 Ricardo Maurício ultrapassou Alceu Feldmann para assumir a ponta e a liderança do campeonato. “Todo mundo conhece a habilidade do Ricardinho e na saída da curva 1 ele veio para cima. A habilidade falou mais alto, mas estou feliz com o segundo lugar”, disse Alceu Feldmann.

Após a etapa de Brasília, a Honda lidera entre as marcas e agora soma 126 pontos, contra 124 da Toyota. A próxima etapa será no dia 25 de maio, no Autódromo de Interlagos. Pela primeira vez no campeonato não será uma rodada dupla, mas uma corrida com 50 minutos de duração, em que os pilotos regulares terão de correr em dupla com um convidado.

“É uma corrida diferente, vai exigir um pouco mais de treino. Meu parceiro será o Max Wilson, meu companheiro na Stock Car. Ele é do mesmo tamanho que eu e confio bastante na tocada dele. Vai ser importante passar o máximo de informações para ele e também encontrar um acerto em que ele se adapte. Estou acostumado com o carro, mas ele ainda não”, explicou Ricardo Maurício.

“Vai ser um bom atrativo para o campeonato. Meu companheiro será o Julio Campos, que correu na categoria ano passado e foi minha dupla. Ele está até hoje comigo, como coach e já conhece bastante o carro. Vai agregar muita experiência para a equipe”, afirmou Gabriel Casagrande, vencedor da corrida 1 em Brasília.

Veja como terminou a segunda corrida em Brasília:
1. Ricardo Maurício (Honda Civic) – 27 voltas em 31min56s700
2. Alceu Feldmann (Honda Civic) – a 1.735
3. Vitor Meira (Ford Focus) – a 3.231
4. Vicente Orige (Honda Civic) – a 5.010
5. Gustavo Martins (Mitsubishi Lancer GT) – a 5.880
6. Cesar Bonilha (Ford Focus) – a 11.303
7. Felipe Gama (Toyota Corolla) – a 12.652
8. Galid Osman (Toyota Corolla) – a 19.382
9. Wellington Justino (Ford Focus) – a 19.532
10. Eduardo Rocha (Honda Civic) – a 26.170
11. Gabriel Casagrande (Chevrolet Cruze) – a 48.121
12. Daniel Kaefer (Chevrolet Cruze) – a 1 volta
Não completaram 75% da prova:
13. Thiago Marques (Chevrolet Cruze)
14. Renato Constantino (Chevrolet Cruze)
15. Allam Khodair (Toyota Corolla)
16. Denis Navarro (Toyota Corolla)
17. Carlos Souza (Ford Focus)
Resultado sujeito a verificações técnicas e desportivas

Classificação do campeonato (10 primeiros):
1. Ricardo Maurício – 68 pontos
2. Vitor Meira – 63
3. Felipe Gama – 60
4. Vicente Orige – 46
5. Thiago Marques – 42
6. Gabriel Casagrande – 40
7. Galid Osman – 40
8. Denis Navarro – 36
9. Alceu Feldmann – 35
10. Cesar Bonilha – 29

Campeonato de Marcas:
1. Honda – 126 pontos
2. Toyota – 124
3. Ford – 100
4. Chevrolet – 89
5. Mitsubishi – 23

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *