Copa Vicar: Gramacho analisa estreia na Copa Vicar

Alexandre Gramacho faz uma análise da estréia de seu time na divisão de acesso à Copa Nextel.

Enquanto algumas equipes tiraram a segunda-feira de folga – após uma semana estafante de testes, treino e corrida em Interlagos (SP) -,  a segunda-feira foi de análise na Gramacho Costa (Tozan). No último domingo, o time liderado por Alexandre Gramacho fez sua estreia na Copa Vicar, divisão de acesso à Copa Nextel Stock Car, ainda trabalhando na adaptação ao novo carro da categoria.
 
A partir de 2009, os carros utilizados na Vicar são os mesmos usados até a temporada passada na Copa Nextel, tendo como principal novidade a caixa de câmbio sequencial. “Olhando pela tabela, o resultado pode não ter sido dos melhores, mas nós o consideramos muito bom, diante das circunstâncias”, analisou Gramacho, que teve o carro de Rodrigo Navarro (Qualicorp) envolvido em um acidente, e o de Gustavo Sondermann, atual campeão da Pick-up Racing com o engenheiro, na 11ª posição.
 
O acerto desse novo equipamento difere muito do carro de 2008, sendo o comportamento dos pneus  uma das maiores diferenças. “Esse foi o nosso calcanhar de aquiles em Interlagos, pois o carro apresentava um rendimento muito diferente com compostos usados e novos”, definiu.
 
Além disso, o time estava acostumado com as picapes, que utilizam outra carenagem e requerem outra forma de ajuste. “No fim, são pequenos probleminhas, que, juntos, se tornam algo complicado e influem diretamente em nosso resultado. Agora, teremos um mês de intervalo para a próxima corrida, em Brasília. Vamos usar esse tempo para estudar todos os dados coletados em Interlagos e trabalhar em cima do carro. Com isso, a meta é ter mais competitividade e somar mais pontos”, salientou.
 
Apesar de a Copa Vicar só voltar às pistas no dia 3 de maio, em Brasília (DF), Alexandre Gramacho e Rodrigo Navarro estarão em atividade daqui duas semanas, na etapa de abertura da Pick-up Racing, dia 12 de abril em Curitiba (PR), ao lado dos outros pilotos do time, Cadu Pasetti e Thiago Riberi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *