Copa Vicar: Tiago Gonçalves vence em Brasília

Tiago Gonçalves, da DMC Motorsport (Peugeot), foi o grande vencedor da segunda etapa da Copa Vicar 2009, realizada na tarde deste domingo, no Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Brasília.

Ele completou as 35 voltas em 40min46seg092, com média de 1min02seg837. Na segunda colocação ficou Juliano Moro, da Nascar Motorsport (Chevrolet), com 40min46seg864, e completando o pódio, Rafael Daniel, da FTS Competições (Peugeot) em 3º, 40min49seg906. A terceira etapa da divisão de acesso da Copa Nextel Stock Car será no dia 17 de maio, em Santa Cruz do Sul (RS).

Mais uma vez, a Copa Vicar mostrou que é uma das divisões mais competitivas da Stock Car. A ansiedade pela vitória e, principalmente, pelos importantes pontos que determinarão as equipes que estarão na divisão principal no próximo ano, fazem com que as brigas por posições sejam mais acirradas. Em Brasília, logo na largada, cinco carros abandonaram a prova, após o toque em Renato Russo e Pedro Boesel que provocou a interrupção da corrida.

Três voltas depois da relargada, Tiago Gonçalves conseguiu assumir a ponta deixando para trás o pole André Bragantini. A partir daí, o piloto passou a administrar a vantagem para chegar à frente. Vitorioso pela primeira vez, Tiago Gonçalves ressaltou a competitividade da prova. “Foi uma corrida muito dura e, depois de ultrapassar André Bragantini Jr, FTS Competições (Peugeot), na relargada, mantive meu foco na liderança e me preocupei em poupar os pneus para chegar ao final”, destacou o campeão.

Mesmo fora do pódio, com a quinta colocação, o paranaense Diogo Pachenki, ALM Pachenki Motorsport (Chevrolet), segue na liderança. Ele soma 37 pontos, um a mais que o segundo colocado, Rafael Daniel. Felipe Lapenna, da Full Time Júnior (Peugeot) é o terceiro colocado, com 28.

Resultado da segunda etapa da Copa Vicar:

1º) 69 – Tiago Gonçalves (P3, SP), 35 voltas em 40:46.092 (média de km/h)
2º) 6 – Juliano Moro (CA , SP), a 0.771
3º) 22 – Rafael Daniel (P3 , SP), a 3.813
4º) 10 – Felipe Lapenna (P3 , SP), a 7.060
5º) 8 – Diogo Pachenki (CA , PR), a 7.304
6º) 16 – Afonso Bastos (P3 , SP), a 7.617
7º) 26 – Wellington Justino (CA , GO), a 8.614
8º) 13 – André Bragantini (P3 , PR), a 14.339
9º) 21 – Lucas Finger (CA , SP), a 17.093
10º) 44 – Daniel Pflaumer (CA , SP), a 17.160
11º) 90 – Eduardo Leite (P3 , SP), a 17.460
12º) 99 – Julio Campos (P3 , PR), a 19.111
13º) 12 – Leonardo Vital (P3 , SP), a 20.675
14º) 17 – Eduardo Berlanda (P3 , SP), a 23.994
15º) 18 – Rodrigo Navarro (P3 , SP), a 24.244
16º) 98 – Marcelo Tomasoni (P3 , SP), a 25.303
17º) 92 – Renato Rattes (P3 , SP), a 40.389
18º) 4 – Gustavo Sondermann (P3 , SP), a 41.160
19º) 27 – Guilherme Figueiroa (CA , SP), a 42.224
20º) 77 – Beto Cavaleiro (P3 , SP), a 51.307
21º) 19 – Marcel Wolfart (P3 , SC), a 56.859
22º) 28 – Galid Osman (P3 , SP), a 3 voltas
23º) 31 – Italo Silveira (CA , SP), a 16 voltas
24º) 23 – Marco Cozzi (CA , SP), a 18 voltas
25º) 75 – Serafim Junior (P3 , SP), a 22 voltas

Melhor volta: Rafael Daniel, 1:02.837 (167,23 km/h)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *