Dakar: Após noite nas dunas, Pichini e Roldan não desistem e seguem para mais um dia de prova

Depois de um dia triste para os brasileiros, com o abandono de Guiga Spinelli/Marcelo Vivolo e Varela/ Macedo, na categoria carros, a dupla amadora Paullo Pichini /Lourival Roldan segue firme rumo a mais uma especial.

Eles sabiam que o Dakar seria duro, só não esperavam que fosse “tão duro”. Com problemas surgindo diariamente, Paulo Pichini e Lourival Roldan, superam a cada dia obstáculos que vão além das dificuldades do trecho, mas que passam por quebras e deficiências mecânicas que surgem para “apimentar” ainda mais o rali.

Ontem, eles largaram de San Rafael rumo a Mendonza, e encaravam as dunas com sucesso, até que, há poucos quilômetros de sair das paredes de areia, problemas com o cambio e a caixa de marcha do Pajero os impediu de seguir em frente.

Como resultado, Pichini e Roldan passaram a noite nas dunas, foram resgatados nesta manhã, e em função de um trabalho realizado com muito esforço e dedicação da equipe Red Line, eles largam nesta sexta-feira para a sétima etapa do mais difícil e tenebroso rali do mundo.

“A noite foi indescritível, o céu estava maravilhoso e eu só consegui pensar em como sair dali. Mas não tinha jeito, só com a chegada do apoio conseguimos sair daquele lugar. Mas o importante é que estamos conseguir largando para mais uma etapa”, declarou Pichini, e sobre as baixas brasileiras, ainda comentou; “Estamos muito tristes com a saída de cada brasileiro que ficou pelo caminho, mas em especial sentimos demais o que aconteceu com o Guiga e o Marcelo, eles vinham fazendo uma prova excepcional, mas todos são guerreiros, dignos da nossa admiração”, concluiu ele.

A organização do rali, informou nesta manhã que o trecho de hoje, entre Mendonza, na argentina e Valparaízo, que marca a chegada do rali ao Chile, foi reduzido de 419km para 243, 36, que no roteiro original seria o primeiro check point do dia.

Segundo informações divulgadas no site oficial da prova o motivo para tais mudanças seriam as dificuldades que os competidores enfrentaram na etapa de ontem, o que nos leva a crer, que a organização esteja, desta forma, criando a oportunidade de mais competidores conseguirem chegar até Valparaíso, onde acontece amanhã o dia de descanso que permitirá mais tempo para reparos e preparação para os sete dias que o rali ainda trará de dificuldades. Para a categoria caminhões a etapa de hoje está cancelada e eles seguem em deslocamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *