Dakar: José Hélio ultrapassa obstáculos do Atacama no Rally Dakar

Brasileiro faz prova cansativa e consegue mais uma vez andar entre os primeiros colocados na nona etapa.

As intermináveis dunas do Deserto do Atacama foram os obstáculos enfrentados pelo brasileiro José Hélio, que mais uma vez conseguiu cumprir o objetivo de andar no primeiro pelotão das motos no Rally Dakar. Na nona etapa da competição, o piloto terminou com o 18º lugar, depois de largar em 27º. José Hélio fez uma prova de recuperação e chegou a ficar entre os dez primeiros até a metade da prova. O piloto completou a etapa em 7h9min29s e manteve o 12º lugar na classificação geral. O holandês Frans Verhoeven somou a segunda vitória no campeonato, em seguida, apareceu o francês David Fretigne. Já o líder Marc Coma acab ou em quarto lugar, mas ainda mantém a ponta com uma diferença razoável para Fretigne, que ocupa o segundo lugar.

Pela terceira vez, a organização decidiu encurtar o trajeto do dia, entre as cidades de La Serena e Copiapó, no Chile. Em vez de 449 quilômetros, a especial do dia passou a ter 430 km. O motivo foi o estado da areia do Deserto do Atacama que por estar muito fofa, poderia causar problemas aos veículos participantes. No total, 329 veículos participaram da largada da prova. Até o final da oitava etapa, disputada ontem, 171 veículos já abandonaram o campeonato. Uma das novidades entre os competidores das duas rodas foi a desistência do norte-americano Jonah Street, que seguiu como vice-líder da quarta a sexta etapa. O competidor sentia dores no pulso.

A prova começou disputada e encabeçada pelos primeiros colocados no geral. O francês Cyrill Despres foi o primeiro a largar, seguido de Marc Coma que assumiu a ponta no início das especiais. Entre os ponteiros, aparecia ainda o chileno Francisco Lopez e o francês David Fretigne. Já no final das especiais, o vencedor Frans Verhoeven começou a aparecer na primeira posição. O holandês completou a prova em 6h26min33s. José Hélio terminou a etapa com 42min56s de diferença.

Além da disputa geral entre as motos, o brasileiro também segue na briga pela categoria 450 Extreme, com a motocicleta Honda CRF 450X. Até o momento, José Hélio é o terceiro colocado, atrás de David Fretigne e do português Paulo Gonçalves. Esta é a primeira experiência do tetracampeão do Rally dos Sertões no Dakar. O paulista conta com o patrocínio da Honda do Brasil, ASW e Flash Power.

Para amanhã, os competidores podem se preparar para mais uma etapa longa e cansativa. Nos arredores de Copiapó, o trajeto contará com 686 quilômetros, sendo 666 de trechos cronometrados. É considerada a mais longa e difícil da competição. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *