Dakar: Na reta final, José Hélio anda entre os dez primeiros e fecha etapa em sétimo

Piloto atinge o melhor desempenho na primeira participação no Rally Dakar e crava o sétimo melhor tempo no trecho entre La Rioja e Córdoba.

Na reta final do Rally Dakar, o brasileiro José Hélio mostrou força e determinação para completar a principal prova off-road do Mundo entre os melhores do mundo. Nesta sexta-feira (16), ele garantiu o melhor resultado desde o início da disputa: o sétimo lugar na etapa, e segue firme na 12ª posição da classificação geral. O piloto consolida sua posição como o melhor das Américas entre as motos e o terceiro da categoria 450 Extreme. O francês Cyrill Despres somou a quarta vitória no trecho entre La Rioja e Córdoba, na Argentina e se aproximou ainda mais do líder geral, o espanhol Marc Coma, que nesta antepenúltima et apa preferiu fazer uma prova mais precavida e não enfrentar nenhuma adversidade que atrapalhasse seus planos. Coma foi o campeão do Dakar em 2006 e está a um passo do título deste ano. Na primeira vez que a prova é disputada na América, o competidor completou 50h26min50s de prova até aqui, com uma vantagem de 1h28min3s sobre o segundo colocado Despres. A decisão, marcada para amanhã ainda promete muitas emoções até a chegada a Buenos Aires.

A chuva que assolou a região nos últimos dias voltou a castigar e foi responsável por nova alteração de percurso. Pela manhã, a organização comunicou que a primeira parte das especiais ficou inviável e os competidores passariam a disputar o trecho cronometrado a partir do quilômetro 364. A especial foi resumida em 220 quilômetros e a largada atrasada em cinco horas. “Para mim foi um dia tranqüilo, bem parecido com os que enfrentamos no Brasil, durante o Sertões”, contou José Hélio, tetracampeão da prova no Brasil. “O único problema foi enfrentar muita poeira por eu ter largado mais atrás. Foi um dia bem técnico. O pior, realmente foi ontem, quando enfrentei a tempestade de areia. O evento estava tão forte que chegava a tirar os óculos.”

Com a motocicleta Honda CRF 450X, José Hélio completou a prova em 2h38min3s, com uma pequena diferença de 4min28s para o líder Despres. O piloto patrocinado pela Honda do Brasil, ASW e Flash Power percorreu o trecho que contou com pedras e terra espalhadas por caminhos sinuosos. Para ele, a primeira participação no Dakar está sendo ótima. “Estou satisfeito em conseguir chegar até aqui. Por estar na prova pela primeira vez, aprendendo, é um ótimo resultado. Estou feliz, porque vi que é possível andar entre os dez melhores pilotos de rali do Mundo.”

José Hélio destaca a dificuldade excessiva criada pela organização da prova na escolha do percurso. “Acho que eles fizeram um plano tão complicado e depois viram que não seria possível cumpri-lo, por isso, cortaram várias etapas. Se tivéssemos mantido a programação original, os carros e caminhões não teriam conseguido concluir”, analisou. Neste sábado, na última etapa, a ordem geral do dia para os líderes será a prudência, já para aqueles que pretendem alcançar melhores posições, é hora de apostar todas as fichas. Os participantes terão pela frente 341 quilômetros, entre eles, 227 cronometrados, entre Córdoba e Buenos Aires.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *