Desafio das Estrelas: A hora da decisão se aproxima

Para a segunda bateria, a ordem de largada, conforme o regulamento, o 1º sai em 8º, 2º em 7º e assim por diante. Nesta condição, o favoritismo de campeão do Desafio Internacional fica para Schumacher, Nelsinho e Burti, com Barrichello e Di Grassi com menores chances, sendo obrigados a vencer e esperar a combinação para se sagrarem campeões.

Felipe Massa, que na primeira bateria lutou pela segunda posição boa parte do tempo, acabou escapando e finalizando em 7º, ficando difícil conseguir o tricampeonato da prova.

A pontuação ficou assim:

1º Schumacher  25 pontos, 2º Piquet  20 pontos, 3º Burti 16 pontos, 4º Barrichello 13 pontos, 5º Di Grassi 11 pontos, 6º Gomes 10 pontos, 7º Massa 9 pontos, 8º Camilo  8 pontos, 9º Zonta 7 pontos, 10º Kanaan  6 pontos, 11º Bernoldi   5 pontos, 12º Meira  4 pontos, 13º Mauricio  3 pontos, 14º Cacá  2 pontos e Popó  1 ponto.

Na segunda bateria, o 1º leva 20 pontos, o 2º garante 17 pontos, 3º 15 pontos, 4º em diante garante os mesmos pontos da mesma bateria.

O Grid de largada para a segunda bateria que acontece às 13 horas será nessa ordem:

1º) Thiago Camilo (SP)
2º) Felipe Massa (SP)
3º) Marcos Gomes (SP)
4º) Lucas Di Grassi (SP)
5º) Rubens Barrichello (SP)
6º) Luciano Burti (SP)
7º) Nelsinho Piquet (DF)
8º) Michael Schumacher (ALE)
9º) Ricardo Zonta (SP)
10º) Tonny Kanaan (BA)
11º) Enrique Bernoldi (PR)
12º) Vitor Meira (DF)
13º) Ricardo Mauricio (SP)
14º) Cacá Bueno (RJ)
15º) Popó Bueno (RJ)
16º) Tarso Marques (PR)
17º) Pupo Moreno (DF)
18º) Xandynho Negrão (SP)
19º) Gil de Ferran (SP)
20º) Antonio Pizzonia (AM)
21º) Felipe Giaffone (SP)
22º) Rodrigo Sperafico (PR)
23º) Alexandre Barros (SP)
24º) Luca Badoer (ITA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *