Desafio das Estrelas: Schumacher vence a primeira bateria em Florianópolis

Ao final da primeira bateria, Michael Schumacher venceu sem dificuldades com quase seis segundos de vantagem para o segundo colocado, Nelsinho Piquet. Luciano Burti chegou em terceiro, Barrichello em quarto e fechando o pódio, Lucas Di Grassi em quinto.

Di Grassi pulou para a ponta enquanto Schumacher vinha abrindo caminho, para sem cometer nenhum erro em poucas voltas chegar a ponta para não ser ameaçado mais até o final.

Na primeira volta, Alexandre Barros e Luca Badoer se enroscaram e saíram da prova. Felipe Massa brigou por posições, escapou da pista algumas vezes e finalizou a bateria em sétimo.

O susto ficou por conta da escapada de Xandynho Negrão, que ficou com o kart atravessado na pista e quase foi atingido ao sair da área de perigo, após, retornou à prova.

Barrichello, que havia largado em sétimo, bastante combativo, cravou a melhor volta da prova e, por pouco não termina em segundo, pois na última volta ele tentou passar Nelsinho, mas escapou e finalizou em quarto.

O kartódromo está totalmente ocupado desde as primeiras horas da manhã pelos fãs do automobilismo e por aqueles que vieram prestigiar esse evento único que reúne a elite do automobilismo mundial, em um formato diferenciado que faz com que essa reunião de amigos seja levada a sério na hora de acelerar como nunca.

Existe até uma faixa colocada na arquibancada com os dizeres “Schumacher volta para a F1!!!”.

Os troféus foram entregues pelo prefeito Dário Berger e o tenista brasileiro Gustavo Kuerten, o qual sua fundação receberá a renda dos ingressos e a moto do vencedor.

Para a segunda bateria, a posição dos primeiros 8 colcados será invertida, o 1º larga em 8º, 2º em 7º, e assim por diante.

Muito mais emoção por aí! Largada programada para às 13:00, com 32 voltas.

Confira o resultado da 1ª bateria:

1º) Michael Schumacher, 32 voltas em 21min59s406 (média de 90,62 km/h)
2º) Nelsinho Piquet, a 5s687
3º) Luciano Burti, a 5s737
4º) Rubens Barrichello, a 8s147
5º) Lucas Di Grassi, a 8s218
6º) Marcos Gomes, a 9s090
7º) Felipe Massa, a 16s328
8º) Thiago Camilo, a 16s548
9º) Ricardo Zonta, a 18s736
10º) Tony Kanaan, a 19s107
11º) Enrique Bernoldi, a 22s220
12º) Vitor Meira, a 22s616
13º) Ricardo Mauricio, a 29s499
14º) Cacá Bueno, a 34s065
15º) Popó Bueno, a 34s252
16º) Tarso Marques, a 36s523
17º) Pupo Moreno, a 36s703
18º) Xandynho Negrão, a 1 volta
19º) Gil de Ferran, a 1 volta
20º) Antonio Pizzonia, a 10 voltas
21º) Felipe Giaffone, a 10 voltas
22º) Rodrigo Sperafico, a 12 voltas
23º) Alexandre Barros, a 31 voltas

Melhor Volta: Rubens Barrichello, 40.681



O grid para a 2ª bateria é o seguinte:

1º) Thiago Camilo
2º) Felipe Massa
3º) Marcos Gomes
4º) Lucas Di Grassi
5º) Rubens Barrichello
6º) Luciano Burti
7º) Nelsinho Piquet
8º) Michael Schumacher
9º) Ricardo Zonta
10º) Tony Kanaan
11º) Enrique Bernoldi
12º) Vitor Meira
13º) Ricardo Mauricio
14º) Cacá Bueno
15º) Popó Bueno
16º) Tarso Marques
17º) Pupo Moreno
18º) Xandynho Negrão
19º) Gil de Ferran
20º) Antonio Pizzonia
21º) Felipe Giaffone
22º) Rodrigo Sperafico
23º) Alexandre Barros
24°) Luca Badoer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *