DTM: Paul Di Resta e Joel Eriksson vencem em Misano

O britânico Paul di Resta (Mercedes/HWA) e o sueco Joel Eriksson (BMW/RBM) foram os vencedores da sétima etapa da temporada, disputada no Misano World Circuit Marco Simoncelli, na Itália. Foi a primeira vez que a categoria disputou uma etapa noturna.

Di Resta venceu a primeira prova, no sábado (25/08), e terminou em sexto na segunda prova, disputada neste domingo (26/08). Com o então líder do campeonato Gary Paffett (Mercedes/HWA) saindo zerado de Misano, di Resta assumiu a liderança do campeonato com 186 pontos, nove mais do que Paffett.

Prova 1:

Di Resta venceu a primeira prova noturna da história do Campeonato Alemão de Carros de Turismo. O holandês Robin Frijns (Audi/Abt) e o italiano Edoardo Mortara (Mercedes/HWA) completaram o pódio.

Em uma prova cheia de emoção, com diversas rodadas (choveu antes da largada), e duas intervenções do Safety-Car, Di Resta alinhou na pole, e liderou a maioria das voltas. A maiora dos pilotos começou a prova com pneus de chuva, trocando depois para os slicks.

No final o ex-piloto de F-1 venceu com 1s973 de vantagem sobre Frinjs, que superou Mortara, com uma bela ultrapassagem na volta final.

O francês Loic Duval (Audi/Phoenix) terminou em quarto, seguido pelo suíço Nico Müller (Audi Abt) e os alemães Pascal Wehrlein (Mercedes/HWA) e Timo Glock (BMW/RMR).

O austríaco Philipp Eng (BMW/RMR) e os alemães Marco Wittmann (BMW/RMG) e Mike Rockenfeller (Audi/Phoenix) completaram a zona de pontos.

O brasileiro Augusto Farfus (BMW/RMG) chegou a liderar a prova, antes do seu pit stop. Mas terminou apenas na 11ª posição.

O italiano Alessandro Zanardi (BMW/RMR), piloto convidado, terminou na 13ª posição.

Um acidente entre Mortara e Paffett, na oitava volta, provocou o primeiro Safety-Car. E provocou o abandono do então líder do campeonato.

O segundo Safety-Car aconteceu pouco depois da relargada, depois de um toque entre o austríaco Lucas Auer (Mercedes/HWA) e o canadense Bruno Spengler (BMW/RBM).

Final, prova 1:

1 – Paul Di Resta (Mercedes) – HWA – 32 voltas em 56’55″841
2 – Robin Frijns (Audi) – Abt – 1″973
3 – Edoardo Mortara (Mercedes) – HWA – 2″144
4 – Loic Duval (Audi) – Phoenix – 2″931
5 – Nico Müller (Audi) – Abt – 3″663
6 – Pascal Wehrlein (Mercedes) – HWA – 8″826
7 – Timo Glock (BMW) – RMR – 13″624
8 – Philipp Eng (BMW) – RMR – 14″390
9 – Marco Wittmann (BMW) – RMG – 17″398
10 – Mike Rockenfeller (Audi) – Phoenix – 21″447
11 – Augusto Farfus (BMW) – RMG – 31″483
12 – Joel Eriksson (BMW) – RBM – 44″200
13 – Alessandro Zanardi (BMW) – RMR – 1’14″633

Volta mais rápida: Augusto Farfus 1’30″288

Abandonos:

Daniel Juncadella (Mercedes) – HWA – 28 voltas
René Rast (Audi) – Rosberg – 15
Bruno Spengler (BMW) – RBM – 13
Jamie Green (Audi) – Rosberg – 13
Lucas Auer (Mercedes) – HWA – 13
Gary Paffett (Mercedes) – HWA – 8

Prova 2:

Eriksson venceu a segunda prova. Foi a primeira vitória do estreante na categoria. Mortara e o alemão René Rast (Audi/Rosberg) completaram a prova.

A prova começou com pista seca, com a maioria dos pilotos entrando nos boxes, para trocar os pneus de chuva pelos slicks.

Eriksson alinhou com pneus slick, chegando a cair para a 18ª posição. Com a chuva caindo com força na 10ª volta, Auer rodou, ficando preso na brita, provocando o Safety-Car. Eriksson entrou nos boxes, pela primeira e única vez, no exato momento que o carro de segurança foi acionado.

Quando o então líder Mortara entrou nos boxes, nas voltas finais, Eriksson assumiu a ponta. Vencendo com 1s817 de vantagem sobre o italiano. Rast foi o terceiro.

Frinjs foi o quarto, seguido por Zanardi (que como convidado não pontua) e di Resta. Duval, o britânico Jamie Green (Audi/Rosberg), Rockenfeller e Müller fecharam os dez primeiros.

Farfus abandonou depois de levar um toque, rodar e bater no muro.

Paffett se envolveu em um toque com o espanhol Daniel Juncadella (Mercedes/HWA). E terminou na 14ª posição.

A próxima etapa acontece em Nurburgring, na Alemanha, nos dias 08 e 09 de setembro.

Final, prova 2:

1 – Joel Eriksson (BMW) – RBM – 31 voltas em 57’19″154
2 – Edoardo Mortara (Mercedes) – HWA – 1″817
3 – René Rast (Audi) – Rosberg – 6″493
4 – Robin Frijns (Audi) – Abt – 16″879
5 – Alessandro Zanardi (BMW) – RMR – 47″316
6 – Paul Di Resta (Mercedes) – HWA – 59″802
7 – Loic Duval (Audi) – Phoenix – 1’10″232
8 – Jamie Green (Audi) – Rosberg – 1’12″162
9 – Mike Rockenfeller (Audi) – Phoenix – 1’21″814
10 – Nico Müller (Audi) – Abt – 1’25″646
11 – Bruno Spengler (BMW) – RBM – 1’26″598
12 – Pascal Wehrlein (Mercedes) – HWA – 1’27″097
13 – Marco Wittmann (BMW) – RMG – 1’34″540
14 – Gary Paffett (Mercedes) – HWA – 1’39″009
15 – Timo Glock (BMW) – RMR – 1’42″331
16 – Philipp Eng (BMW) – RMR – 1’42″600
17 – Daniel Juncadella (Mercedes) – HWA – 1 volta

Volta mais rápida: Edoardo Mortara 1’42″023

Abandonos:

Augusto Farfus – RMG – 14 voltas
Lucas Auer (Mercedes) – HWA – 10

Campeonato:

1.Di Resta 186 pontos; 2.Paffett 177; 3.Mortara 138; 4.Wittmann 112; 5.Auer 110; 6.Glock 107; 7.Rast 93; 8.Wehrlein 92; 9.Eng 87; 10.Juncadella 58

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *