ECPA de Arrancada: Com viradas sensacionais e favoritos confirmados, ECPA de Arrancada fecha 2011 co

5ª etapa do certame reuniu 120 pilotos no fim de semana e teve três novos recordes

A quinta e última etapa do Campeonato ECPA de Arrancada, realizada no fim de semana (12 e 13), reuniu 120 pilotos no autódromo do Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo. Com o título em aberto em 11 das 15 categorias em disputa, as decisões foram sensacionais, com viradas incríveis e competidores confirmando o favoritismo.

 

A importância do certame é tanta que ele é considerado o campeonato paulista da modalidade, pela Federação de Automobilismo de São Paulo (Fasp). “Tivemos uma final de tirar o fôlego. Superamos nossas próprias expectativas com o desfecho de mais uma ótima temporada, principalmente com nível de competitividade, o que permitiu que quase todas as decisões ficassem para o final. Foi muito emocionante”, afirmou Daniella Giannetti, organizadora do evento, esbanjando satisfação.

 

Além dos novos campeões, o fim de semana também foi marcado por três novos de recordes. As marcas foram estabelecidas nas categorias Standart, Dianteira Turbo C e Dragster Júnior. A nova marca da Standart (8s316) foi estabelecida por Sergio Fernando Ribeiro, que, de quebra, ficou com o título.

 

Das categorias em aberto, a Desafio 9.5 era um das mais empolgantes e confirmou a fama com uma virada incrível de Luis Henrique Nazzini, que chegou em segundo e ficou com o título, já que o até então líder, Alexandre Evangelista, foi mal e chegou apenas em sétima posição. A vitória foi de Dario Magnun.

 

Já na Desafio 9.0, não houve surpresas. Felipe Forti dos Santos confirmou o favoritismo e, com sua vitória, conquistou o título. A história se repetiu na Dianteira Turbo A, com a vitória de Edvan Hilário de Menezes.

 

Na Dianteira Turbo C, a vitória foi de Carlos Rogério Bento, que também cravou o novo recorde da categoria – 7s788. Porém, o título ficou com Nelson Real Martinelli, que levou vantagem sobre Rafael Ercolin no critério de desempate.

 

Na Dianteira Turbo B, a disputa estava entre dois competidores paranaenses, que terminaram empatados em pontos. Porém, apesar da vitória de Adriano Prado, o título ficou para o segundo colocado na prova, Flavio Rodrigo Cazado, por ter melhor campanha.

 

Outra virada incrível na Dianteira Super. Apenas dois pontos separavam Fabiano Rocha de Souza e Cristiano de Camargo, que venceu e superou o oponente que liderava, ficando com o título da categoria.

 

Quem deu show na Força Livre Traseira foi Alisson Rapozo Maiello, com uma linda sequência de empinadas com um Fusca muito nervoso. Mas o piloto não disputava o título e quem ficou campeão foi Cristian Flávio de Castro, mesmo com um quinto lugar.

 

A segunda posição na prova deu o título a Diogo Carnicelli, na Traseira Original. José Cordeiro Santiago não teve adversário e confirmou o título da Extreme. Já na Traseira Turbo, um mero quinto lugar garantiu o campeonato de Luis Eduardo Figueiredo.

 

Daniel de Campos Scarazzatto e Felipe Guedes Luna estavam empatados na Dragster Júnior. Além de confirmar o título com a vitória, Daniel ainda estabeleceu uma nova marca para a categoria, ao cravar 10s876.

 

Cristiano Frank (Dianteira Original), João Roberto Tasso (Força Livre Dianteira), Cristiano de Camargo (Dianteira Super) e Luiz Aparecido Rodrigues (Traseira Super) já haviam conquistado o título antecipadamente em suas respectivas categorias.

 

“Em cinco anos, esta foi a primeira vez que praticamente todas as categorias foram decidias na última etapa. Esse dado, aliado a fatos e números crescentes, mostram que a arrancada é o grande esporte motorizado do país e o certame do ECPA, sem dúvida nenhuma, é um dos principais”, afirma Pepe, o locutor oficial da prova e profundo conhecedor da categoria.

 

Já para Rogério Gregoris, presidente da Comissão Nacional de Arrancada, o ECPA está de parabéns pelo campeonato que organiza. “A arrancada vem crescendo muito no Brasil e o ECPA é um dos grandes responsáveis por isso. Posso afirmar, antecipadamente, que, na temporada 2012, vamos realizar duas etapas do Campeonato Brasileiro, certame organizado pela CBA (Confederação  Brasileira de Automobilismo)”, afirmou.

 

Confira os primeiros colocados na 5ª etapa do ECPA de Arrancada:

 

Desafio 9.5
1º Dario Magnun Araujo 9s516, 2º Luis Henrique Nazzini 9s532 e 3º Cleverson Almeida Santin 9s571

Desafio 9.0
1º Felipe Forti dos Santos 9s035, 2º Rafael Escodro 9s059 e 3º Fábio Ventura 9s139

 

Standard
1º Sergio Fernando Ribeiro 8s393, 2º Fabiano Maldonado 8s751 e 3º Mauricio Cursino Rodrigues 8s821

Dianteira Original – DO
1º Wellington Batista Marcelino 8s369, 2º Anderson Augusto Paes da Cruz 8s593 e 3º Edson Ap. Padovez 8s611

Traseira Original – TO
1º Luiz Fernando Bonacorso da Rocha 7s169, 2º Diogo Carnicelli de Campos 7s606 e 3º Alexandre Correa de Oliveira 7s679

Dianteira Turbo C – DT-C
1º Carlos Rogério Bento 8s014, 2º Luis Carlos Angeli Jr. 8s092 e 3º Alexssandro Cecchini 8s106

Dianteira Turbo B – DT-B
1º Adriano Prado 7s626, 2º Flavio Rodrigo Cazado 7s799 3º Javier Mendoza 7s845

Dianteira Turbo A – DT-A
1º Edvan Hilário de Menezes 6s601, 2º Marcelo Prezotto 6s610 e 3º Renato Ap. Brizolari 6s644

Traseira Turbo – TT
1º Newton Carlos Guirau Jr. 6s428, 2º Juliano Ricardo da Silva6s717 e 3º Samuel Gonçalves 8s099

Dianteira Super – DS
1º Cristiano de Camargo 8s124 e 2º Fabiano Rocha de Souza sem tempo

Força Livre Dianteira – FLD
1º João Roberto Tasso 6s007, 2º Sergio Roberto Caetano Ganga 6s227 e 3º Magno Braz Fonseca 6s497

 

Força Livre Traseira – FLT
1º Alisson Rapozo Maiello 6s553, 2º Jaison Patrocínio 8s073 e 3º Alan Fontes 8s336

 

PRO MOD

1º Washington Luis Ferreira da Silva 6s427

Extreme – XTM
1º José Cordeiro Santiago 8s082

Drag Junior C
1º Daniel de Campos Scarazzatto 11s221 e 2º Felipe Guedes Luna 11s406
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *