Endurance RS: Moro e Almeida são campeões da GP1 de 2015

Vitória e pole da última etapa da temporada, que teve grids cheios, foi do MRX #65 de Nilson e José Ribeiro

A final do Endurance RS 2015 aconteceu neste sábado no Autódromo Internacional de Tarumã e teve a chuva como o grande personagem do dia, que inclusive ameaçou a realização da corrida. A prova iniciou às 15h30 com Nilson e José Ribeiro, com o MRX #65 na posição de honra do grid, que definiu o título da temporada 2015 das oito categorias do campeonato. “Estamos feliz com mais essa vitória. Começamos o campeonato vencendo em Tarumã e finalizamos com o mesmo desempenho”, destacou José Ribeiro.

Depois de duas horas de prova a vitória na GP1, principal categoria da competição ficou com o MRX #28 de Juliano Moro e Cristiano Almeida, que chegaram em quarto lugar na geral e garantiram o título. “Só tenho a agradecer a JLM Racing e ao meu grande parceiro Juliano pelo campeonato. Foi um grande ano”, vibrou Almeida.

Seus principais concorrentes enfrentaram problemas na corrida. Largando na segunda colocação a dupla líder da temporada Andersom Toso e Fernando Poeta, que ganharam o reforço do piloto da Stock Car Vitor Genz, abandonaram depois de uma saída da pista com a Lamborghini #18. O segundo lugar da GP1 ficou para a dupla Henrique Assunção e Ricardo Kastropil, que largaram em 25º e fizeram uma eletrizante prova de recuperação, ganhando nada menos que 23 posições e chegando na segunda posição na geral e em primeiro na categoria. “Foi um ano muito legal, onde conseguimos com muita união grids cheios e evoluímos muito tanto na pista quanto fora dela”, comemorou Assunção, um dos líderes da Associação de Pilotos de Endurance.

Na categoria P2, Emilio Padron, que nesta prova teve Renan Guerra como parceiro, garantiu o título, chegando na terceira colocação na geral. “Foi uma prova de muitas dificuldades com uma chuva que não parou, mas foi muita superação que nos deu esse título”, disse o paulista Padron.

Na classe P3, o gaúcho Franco Pasquale, em seu ano de estreia fez uma temporada sensacional e garantiu o título, em uma das categorias mais competitivas. “Estou bem feliz. Foi uma ano de muito aprendizado, onde a equipe MC Tubarão me deu um equipamento competitivo e juntos buscamos esse título”, destacou Pasquale, que chegou em sexto lugar na prova.

Na GT1, André Senger e Humberto Giacomello com o Sonic #17 da equipe Mottin Racing foram os campeões. Na GT2, o título foi garantido pelos irmãos Luis F. Bassani e Luis A. Bassani, com Telmo Tecchio, com a Maserati #06. Na TS, a equipe MC Tubarão garantiu mais um título de 2015, com os pilotos Rodrigo Bacher, Julio Martini e Cicero Paiva garantiram o título com o Volvo #177. Na T1, Aldoir Sette e Marçal Muller foram os campões com o Gol #07 e na T2 o título ficou com Marcio Martins.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *