Eurocup F-Renault 2.0: Negrão fez a lição de casa na pista húngara

Como sempre, aconteceram poucas ultrapassagens

Depois de abandonar a nona etapa da Eurocup F-Renault 2.0, o brasileiro André Negrão mostrou que aprendeu a lição e terminou com louvor a décima corrida da temporada européia da categoria, que aconteceu hoje neste circuito. O vencedor foi o britânico Luciano Bacheta que, assim como seus dois companheiros de pódio – o francês Arthur Pic e o finlandês Aaro Vainio -, largaram e chegaram nas mesmas posições. A maioria absoluta das mudanças de posições aconteceu na largada da corrida, que teve 15 voltas e durou pouco menos de meia hora sob o típico e forte sol do verão húngaro. Negrão, que alinhou em vigésimo-primeiro no grid, ganhou um posto na freada para a primeira curva e a partir daí fez uma corrida estratégica que mostrou frutos na segunda metade da prova, na qual finalizou décimo-nono:

“Mesmo com os pneus gastos e o calor cada vez mais forte eu consegui melhorar meu ritmo nas sete últimas voltas, quando estabilizei na casa de 1m46s4. Mais difícil do que manter a concentrar a concentração foi resistir a disputar posições da forma como fazemos na maioria dos circuitos, mas valeu a pena, vi vários pilotos se arriscando e ficando pelo caminho como aconteceu comigo ontem.”

O caso mais claro envolveu Karl Oscar Liiv, que quase põe tudo a perder para Negrão e Martins, companheiros na equipe Cram; o estoniano andava em ritmo forte e entre as voltas oito e dez superou Negrão e Martins. Pilotando de forma extremamente arrojada, Liiv acabou rodando em seguida, o que obrigou ambos a uma manobra rápida para evitar o choque. De volta à pista o piloto norte-europeu tentou recuperar o ritmo antigo, mas acabou ficando pelo caminho a três voltas da bandeirada.

O campeonato prossegue dias 4 e 5 de setembro em Hockenheim, Alemanha.

Classificação de largada para a corrida de amanhã

1) Luciano Bacheta (Grã-Bretanha), 15 voltas em 28m1s051
2) Arthur Pic (França), 28m1s748
3) Aaro Vainio (Finlândia), 28m2s925
4) Will Stevens (Grã-Bretanha), 28m5s378
5) Bart Hylkema (Holanda), 28s7s077
6) Kevin Korjus (Estônia), 28m7s919
7) Miki Weckstrom (Finlândia), 28m9s003
8) Genís Olivé (Espanha), 28m9s6635
9) Marlon Stockinger (Filipinas), 28m9s938
10) Pal Kiss (Hungria), 2m10s472

19) André Negrão (Brasil) 28m24s103

Melhor volta da prova:
Pal Kiss (Hungria) 1m44s913

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *