Euroformula Open: Após sexta vitória consecutiva, Felipe Drugovich dispara na liderança do campeonato

O brasileiro Felipe Drugovich (RP Motorsport) conquistou a sua sexta vitória consecutiva na temporada 2018 do Euroformula Open, ao vencer a segunda prova da quarta etapa da temporada, disputada em Hungaroring, na Hungria.

Com apenas 18 anos Drugovich disparou na liderança do campeonato. O piloto de Maringá, no Paraná, com sete vitórias, em oito provas disputadas (metade da temporada), soma 204 pontos, 103 a mais do que o vice-líder o holandês Bent Viscaal (Teo Martin).

Faltam mais quatro etapas (oito provas), e 216 pontos em disputa (25 pela vitória, um pela pole, e um pela melhor volta em cada prova).

Drugovich venceu a prova de abertura da temporada, disputada no Circuito do Estori, em Portugal. O argentino Marcos Siebert (Campos) venceu a segunda prova portuguesa, com Drugovich em segundo.

Nas três etapas seguintes, em Paul Ricard, na França, Spa-Francorchamps, na Bélgica, e Hungaroring, na Hungria, Drugovich foi imbatível. Vencendo as seis provas.

Drugovich também soma seis poles e cinco melhores voltas.

O brasileiro Matheus Iorio (Carlin Motorsport) ocupa a terceira posição no campeonato, com 105 pontos. Iorio terminou três provas em segundo lugar, e uma em terceiro.

Siebert é o quarto na tabela com 93 pontos, seguido pelo norte-americano Cameron Das (Carlin Motorsport) com 79.

Mais dois brasileiros disputam o campeonato: Guilherme Samaia, parceiro de equipe de Drugovich, ocupa a sexta posição com 54 pontos, e um terceiro lugar como melhor resultado.

Christian Hahn (Drivex) soma 17 pontos, em décimo lugar. Ele tem um sexto lugar como melhor resultado.

A próxima etapa acontece no Circuito de Silverstone, na Grã-Bretanha, nos dias 01 e 02 de setembro.

Resultados:

1 – Estoril, Portugal:

Final, prova 1, 14 abril:

1 – Felipe Drugovich – RP Motorsport – 19 voltas em 30’22″577
2 – Matheus Iorio – Carlin – 6″690
3 – Cameron Das – Carlin – 12″880
4 – Marcos Siebert – Campos – 12″982
5 – Bent Viscaal – Martin – 19″994
6 – Lukas Dunner – Drivex – 23″212
7 – Guilherme Samaia – RP Motorsport – 32″420
12 – Christian Hahn – Drivex – 40″959

Final, prova 2, 15 abril:

1 – Marcos Siebert – Campos – 19 voltas em 30’34″156
2 – Felipe Drugovich – RP Motorsport – 0″276
3 – Bent Viscaal – Martin – 5″425
4 – Jannes Fittje – Drivex – 13″287
5 – Petru Florescu – Fortec – 13″422
6 – Cameron Das – Carlin – 14″313
7 – Matheus Iorio – Carlin – 15″279
8 – Guilherme Samaia – RP Motorsport – 28″657
Ab – Christian Hahn – Drivex –

2 – Paul Ricard, França:

Final, prova 1, 05 maio:

1 – Felipe Drugovich – RP Motorsport – 15 voltas em 30’00″053
2 – Bent Viscaal – Martin – 10″067
3 – Matheus Iorio – Carlin – 15″965
4 – Guilherme Samaia – RP Motorsport – 19″050
5 – Aldo Festante – RP Motorsport – 19″998
6 – Cameron Das – Carlin – 20″411
10 – Christian Hahn – Drivex – 34″885

Final, prova 2, 06 maio:

1 – Felipe Drugovich – RP Motorsport – 15 voltas em 29’57″590
2 – Matheus Iorio – Carlin – 7″889
3 – Cameron Das – Carlin – 9″958
4 – Guilherme Samaia – RP Motorsport – 15″975
5 – Alex Karkosik – Campos – 16″396
6 – Marcos Siebert – Campos – 19″248
11 – Christian Hahn – Drivex – 27″027

3- Spa-Francorchamps, Bélgica:

Final, prova 1, 09 junho:

1 – Felipe Drugovich – RP Motorsport – 14 voltas em 36’30″815
2 – Matheus Iorio – Carlin – 2″931
3 – Guilherme Samaia – RP Motorsport – 7″282
4 – Lukas Dunner – Drivex – 12″080
5 – Bent Viscaal – Teo Martin – 12″712
6 – Christian Hahn – Drivex – 13″612

Final, prova 2, 10 junho:

1 – Felipe Drugovich – RP Motorsport – 13 voltas em 29’26″807
2 – Alex Karkosik – Campos – 1″469
3 – Bent Viscaal – Teo Martin – 7″049
4 – Marcos Siebert – Campos – 7″878
5 – Cameron Das – Carlin – 11″810
6 – Matheus Iorio – Carlin – 12″648
8 – Guilherme Samaia – RP Motorsport – 16″201
9 – Christian Hahn – Drivex – 19″438

4- Hungaroring, Hungria:

Final prova 1, 07 julho:

1 – Felipe Drugovich – RP Motorsport – 19 voltas em 34’35″063
2 – Bent Viscaal – Teo Martin – 2’’049
3 – Marcos Siebert – Campos – 4’’979
4 – Matheus Iorio – Carlin – 5’’877
5 – Cameron Das – Carlin – 6’’770
Ab – Christian Hahn – Drivex –
Ab – Guilherm Samaia – RP Motorsport –

Final, prova 2, 08 julho:

1 – Felipe Drugovich – RP Motorsport – 17 voltas em 27’53’’972
2 – Bent Viscaal – Teo Martin – 5’’253
3 – Marcos Siebert – Campos – 12’’221
4 – Cameron Das – Carlin – 14’’268
5 – Matheus Iorio – Carlin – 20’’721
6 – Alex Karkosik – Campos – 22’’665
7 – Christian Hahn – Drivex – 23’’311
10 – Guilherme Samaia – RP Motorsport – 38’’505

Campeonato:

1.Drugovich 204 pontos; 2.Viscaal 111; 3.Iorio 105; 4.Siebert 93; 5.Das 79; 6.Samaia 54; 7.Karkosik 44; 8.Dunner 27; 9.Fittje 22; 10.Hahn 17.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *