Europeu de Radical: Mineiro Victor Corrêa está em terceiro no campeonato

Após pole postion, duas voltas mais rápidas e dois segundos lugares, brasileiro perdeu a liderança do certame europeu por falta de combustível na terceira etapa, na Espanha

Mesmo sendo o grande nome do final de semana, a estratégia de abastecimento na primeira rodada tripla do Campeonato Europeu de Radical foi a algoz do mineiro Victor Corrêa (Unifenas) em Jerez, na Espanha. Depois de ter garantido a pole position, duas voltas mais rápidas e dois segundos lugares nas duas primeiras etapas, a falta de gasolina na reta da bandeirada final da terceira corrida rebaixou o mineiro da liderança para a terceira posição no certame. Com o sétimo lugar no domingo (12/4) à tarde, a dupla Victor Corrêa (Brasil)/John Harrison (Inglaterra) ficou com 93 pontos, apenas um de desvantagem para o inglês James Swift, o vice-líder, e sete dos ingleses Terrence Woodward/Ross Kaiser, que assumiram a ponta da tabela de classificação com 100 pontos.

“Foi um final de semana muito bom. Fizemos o que era possível. A Nielsen Racing foi eficaz, o John (Harris), meu companheiro de dupla andou bem e foi constante, e eu fiz o que dava, liderando duas corridas e fazendo voltas mais rápidas, depois de ter garantido a pole position na minha condução. Pelo que percebi vamos estar na briga pelas vitórias nas corridas e liderança do campeonato daqui por diante”, resumiu o piloto de Alfenas, sul de Minas Gerais.

Na primeira etapa, disputada no sábado (11/4), não bastou a Victor Corrêa garantir a pole position, estabelecer a volta mais rápida e ainda liderar as primeiras 21 das 34 voltas da etapa de abertura do Campeonato Europeu de Radical. Uma surpreendente estratégia de pit stop do inglês James Swift, que não abasteceu em seu pit stop, não permitiu que John Harrison sustentasse a ponta e a dupla brasileiro-britânica recebeu a bandeirada em segundo, apenas 2s149 atrás.

“O (James) Swift nos surpreendeu com uma estratégia diferente. Ele arriscou e não abasteceu e conseguiu tirar a vantagem de 21 segundos que eu havia construído em meu turno de pilotagem”, explicou o representante da Unifenas.

Na segunda etapa, realizada na manhã de domingo (12/4), John Harrison foi o responsável pela largada e partiu em sexto, parando para o pit stop obrigatório no no terceiro posto. Depois do reabastecimento Victor Corrêa entrou na pista na décima colocação e como o piloto mais rápido da pista em todas as outras 21 voltas foi galgando posições, até receber as bandeirada depois de 60 minutos em segundo, a 1s361 da dupla inglesa Terrence Woodward/Ross Kaiser. Com este resultado Corrêa/Harrison assumiu a liderança do Campeonato Europeu de Radical.

“Perdemos a vitória novamente pela estratégia de parada. Os vencedores de hoje também não reabasteceram, apenas trocaram os pilotos e por isto levaram vantagem. Mas estou bem contente de começar a temporada liderando o campeonato que venci no ano retrasado”, comemorou Victor Corrêa após descer de seu segundo pódio.

Na terceira corrida do final de semana Victor Corrêa largou em segundo, mas assumiu a liderança na primeira curva, estabeleceu a volta mais rápida da corrida e abriu uma vantagem de 11 segundos até a sétima volta, quando o safety car entrou na pista por causa de um Radical SR8 parado em posição perigosa. Quatro voltas depois foi acionada a bandeira verde e Victor abriu sete segundos em quatro giros, quando entrou nos boxes para fazer o seu pit top. Harrison não abasteceu por causa do período lento de bandeira amarela, voltou em sétimo e na última volta estava tentando assumir a terceira colocação, quando acabou o combustível na última curva. Com isto, recebeu lentamente a bandeirada em sétimo.

“Fizemos o que dava. Isto é coisa de corrida com estratégia. Perdemos a liderança do campeonato, mas mostramos a nossa força. Saio da Espanha muito feliz e animado com as perspectivas para as outras 13 corridas que teremos pela frente”, encerrou o Campeão Europeu de Radical em 2013.

A próxima rodada do Radical Masters Euroseries será de duas provas de apenas 50 minutos cada, em Dijon, na França, nos dias 2 e 3 de maio.

Confira o resultado da 1ª etapa do Radical Masters Euroseries: 1) James Swift (Inglaterra), 34 voltas em 1h01min21s156; 2) Victor Corrêa (Brasil)/John Harris (Inglaterra), a 2s149; 3) Jamie Patterson/Alex Kapadia (Inglaterra), a 6s443; 4) Manhal Allos (Inglaterra), a 47s907; 5) Terrence Woodward/Ross Kaiser (Inglaterra), a 52s158; 6) James Abbott (Inglaterra), a 1min17s167; 7) Jaap Bartels (Holanda)/Stuart Moseley (Inglaterra), a 1min29s144; 8) Andy Cummings/Bradley Ellis (Inglaterra), a 1min31s188; 9) Marcello Marteotto/Marco Cencetti (Itália), a 1min36s676; 10) Alain Costa (Mônaco), a 1 volta. MV: Victor Corrêa, na 3ª volta – 1min42s859

Confira o resultado da 2ª etapa do Radical Masters Euroseries: 1) Terrence Woodward/Ross Kaiser (Inglaterra), 33 voltas em 1h00min43s141; 2) Victor Corrêa (Brasil)/John Harris (Inglaterra), a 1s361; 3) Jamie Patterson/Alex Kapadia (Inglaterra), a 11s429; 4) James Swift (Inglaterra), a 25s991; 5) Manhal Allos (Inglaterra), a 28s106; 6) Jaap Bartels (Holanda)/Stuart Moseley (Inglaterra), a 51s901; 7) Alain Costa (Mônaco), a 1min42s140; 8) Andy Cummings/Bradley Ellis (Inglaterra), a 1 volta; 9) Shahin Nouri (Suiça), a 1 volta; 10) Chris Hyman (África do Sul)/ Alex Mortimer (Inglaterra), a 1 volta. MV: Alex Kapadia, na 11ª volta – 1min42s407.

Confira o resultado da 3ª etapa do Radical Masters Euroseries: 1) Jaap Bartels (Holanda)/Stuart Moseley (Inglaterra), 32 voltas em 1h01min11s465;2) Terrence Woodward/Ross Kaiser (Inglaterra), a 15s195; 3) Manhal Allos (Inglaterra), a 17s138; 4) James Swift (Inglaterra), a 23s875; 5) Jamie Patterson/Alex Kapadia (Inglaterra), a 31s752; 6) Chris Hyman (África do Sul)/ Alex Mortimer (Inglaterra), a 34s308; 7) Victor Corrêa (Brasil)/John Harris (Inglaterra), a 54s614; 8) Andy Cummings/Bradley Ellis (Inglaterra), a 1min26s350; 9) Jamie Constable/Mike Cantillon (Inglaterra), a 1min45s692; 10) Shahin Nouri (Suiça), a 1 volta. MV: Victor Corrêa, na 2ª volta – 1min42s915.

Pontuação dos 10 primeiros no Radical Masters Euroseries após três etapas:
1) Terrence Woodward/Ross Kaiser (Inglaterra), 100 pontos;
2) James Swift (Inglaterra), 94;
3) Victor Corrêa (Brasil)/John Harris (Inglaterra), 93;
4) Jamie Patterson/Alex Kapadia (Inglaterra), 85;
5) Jaap Bartels (Holanda)/Stuart Moseley (Inglaterra), 82;
6) Manhal Allos (Inglaterra), 81;
7) Andy Cummings/Bradley Ellis (Inglaterra), 44;
8) Chris Hyman (África do Sul)/ Alex Mortimer (Inglaterra), 36;
9) Alain Costa (Mônaco), 34;
10) Shahin Nouri (Suiça), 30.

Assista novamente as corridas pelos links:
Corrida 1: https://www.youtube.com/watch?v=nNjlbhy88BI
Corrida 2: https://www.youtube.com/watch?v=UzWmQZN-aXo
Corrida 3: https://www.youtube.com/watch?v=5XvOkM01YC8

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *