F-3: Organização divulga cancelamento do Korea Super Prix

Prova seria disputada entre os dias 26 e 28 de novembro no circuito de Yeongam, na Coréia do Sul. Brasileiro Rafael Suzuki lamenta o cancelamento e passa a se concentrar exclusivamente para o GP de Macau

Os organizadores do Korea Super Prix – prova de Fórmula 3 que estava marcada para os dias 26, 27 e 28 de novembro em Yeongam, na Coréia do Sul – divulgaram nesta terça-feira (02) que o evento foi cancelado. Em comunicado enviado aos pilotos e equipes que participariam da corrida, os organizadores informam que o Super Prix teve de ser cancelado ‘por motivos de força maior’, provavelmente em virtude de problemas técnicos com o circuito.

A pista coreana foi inaugarada há menos de um mês para receber o GP local de Fórmula 1. Sua estreia na maior categoria do automobilismo mundial foi cercada de rumores e incertezas relacionados com o término das obras a tempo de receber a prova. Mesmo não estando totalmente finalizado, o circuito de Yeongam recebeu o GP de Fórmula 1 que foi vencido pelo espanhol Fernando Alonso no último dia 24 de outubro, mas não receberá o retorno do F3 Super Prix, que não é disputado desde 2003 – quando ainda era realizado em um circuito de rua em Changwon.

O brasileiro Rafael Suzuki, que disputou a temporada da Fórmula 3 Japonesa pela equipe Petronas TOM’S, não escondeu a decepção ao receber a notícia do cancelamento.

“Eu e a TOM’S decidimos abrir mão da última etapa do campeonato japonês para concentrar todos os esforços no Super Prix e no GP de Macau. Estávamos muito confiantes para essa corrida. Eu estive no GP da Fórmula 1 na Coréia do Sul e já tinha boas informações sobre a pista. Tínhamos tudo para sair de lá com um grande resultado”, lamentou Suzuki, que acompanhou de perto o GP junto com os pilotos brasileiros da Fórmula 1.

Sem disputar a última etapa do Campeonato Japonês de Fórmula 3, Rafael Suzuki acabou abdicando a luta pelo vice-campeonato nacional. Agora, passa a se concentrar exclusivamente para o GP de Macau de Fórmula 3, que será realizado entre os dias 18 e 21 de novembro nas ruas da ex-colônia portuguesa em território Chinês.

“Foi um cancelamento que não só afetou meu futuro, como também meu passado. Deixei de brigar por um vice-campeonato no Japão, e também fico sem chances de brigar por um bom resultado na Coréia”, avaliou Suzuki. “Espero compensar essa má notícia com uma boa apresentação em Macau”, finalizou.

Esta será a 57ª edição do GP de Macau, a mais tradicional prova de Fórmula 3 do mundo, que recebe pilotos da categoria de diversos países em uma espécie de final mundial da categoria. Entre os pilotos que já fizeram história nessa corrida, estão os brasileiros: Ayrton Senna (vencedor em 1983); Maurício Gugelmin (vencedor em 1985) e Lucas Di Grassi (vencedor em 2005). Outros nomes como Michael Schumacher, David Coulthard, Ralf Schumacher e Takuma Sato também já venceram no histórico circuito de rua – respectivamente nos anos de 1990, 1991, 1995 e 2001. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *