F-3 Sul-Americana: Guilherme Silva vence pela terceira vez no Velopark

Mineiro conquista 100% de aproveitamento no fim de semana e deixa a etapa gaúcha como líder isolado da competição. Surpresa da etapa voltou a ser Bruno Bonifácio, que liderou mais da metade da corrida com um carro da classe Light

Terminou com três vitórias de Guilherme Silva a rodada de abertura da Fórmula 3 Sudamericana 2011, realizada neste fim de semana no Autódromo do Velopark, no Rio Grande do Sul. Ganhador das duas corridas de sábado, realizadas total ou parcialmente com a pista molhada, Silva voltou ao alto do pódio na corrida deste domingo – toda disputada com o asfalto seco apesar do tempo carregado e da constante ameaça de chuva na região de Nova Santa Rita, a cerca de 30 km da capital gaúcha.

Largando na primeira fila na etapa deste domingo, ele perseguiu o paulista Bruno Bonifácio durante 18 voltas, até conseguir a ultrapassagem sobre o rival da classe Light. Por contar com chassis modelo de 2001, os carros da Light são mais lentos no tempo de volta, mas desenvolvem maior velocidade de reta, o que dificulta para os pilotos da categoria principal as manobras de ultrapassagens.

“Eu esperava corridas boas e produtivas, mas não imaginava que terminaríamos o fim de semana com três vitórias. Nosso carro já era rápido com os pneus do ano passado, e conseguimos nos adaptar bem aos novos compostos da Pirelli. Tive uma grande dificuldade para ultrapassar o Bruno, porque eu não conseguia me aproximar dele nas retas em razão da menor pressão aerodinâmica do carro da Light. Só consegui me posicionar lado a lado quando ele cometeu um pequeno erro, e tive que aproveitar o momento”, declarou.

A mudança para os pneus Pirelli importados, que deixaram a Fórmula 3 Sudamericana mais rápida e alinhada com a F-3 Inglesa, contribuíram para a quebra do recorde oficial da pista do Velopark. A melhor marca de Pietro Fantin (52s208) foi baixada em pouco mais de um segundo, já que Guilherme Silva estabeleceu a melhor passagem do dia com o tempo de 50s939.

Os pneus deixaram os carros mais rápidos, mas trouxeram dificuldades para os pilotos. Por terem bem mais aderência, eles exigem maior preparo físico e fizeram com que os dois outros integrantes do pódio sentissem a diferença no Velopark.

“Essa foi definitivamente a corrida mais difícil da minha carreira”, disse Fernando Kid, terceiro na prova atrás de Bruno Bonifácio, mas segundo colocado na categoria principal. “Trabalho bastante a parte física, mas a exigência desse novo pneu me surpreendeu. Tomamos uma linha de acerto que deixou o volante do meu carro muito pesado, e acho que se a prova tivesse tido mais uma cinco voltas seria bem difícil de agüentar. Agora vou sentar com meu engenheiro, analisar o que aconteceu, e para a próxima corrida estaremos mais competitivos”, declarou.

João Leme, terceiro colocado pela segunda vez no fim de semana, não escondeu a alegria pelos dois pódios obtidos em sua estreia como piloto de monopostos. Vindo do kart, onde correu nos campeonatos da Granja Viana, ele surpreendeu pela regularidade demonstrada no Velopark.

“Consegui dois bons resultados, apesar de ter tido pequenos problemas. Na primeira prova estava na liderança, mas meu carro começou a falhar e perdi posições. Nesta terceira corrida tive um problema de embreagem na largada, por isso perdi posições no começo e precisei vir recuperando. Mas no geral foi ótimo e estou muito feliz. A equipe está de parabéns”, encerrou o piloto de Ribeirão Preto.

A grande surpresa – Apesar do grande equilíbrio demonstrado pelos pilotos da classe principal da Fórmula 3 Sudamericana, o desempenho de um piloto da classe Light chamou a atenção neste fim de semana. Bruno Bonifácio, que estréia no automobilismo depois de uma passagem vitoriosa pelo kart, foi o autor da pole position para duas das três corridas do fim de semana e deu trabalho aos pilotos da divisão A da Fórmula 3. Neste domingo, ele liderou 18 voltas e recebeu a bandeirada na segunda posição – garantindo, como Guilherme Silva, a terceira vitória do final de semana e assumindo a liderança isolada da classe Light com 75 pontos.

“Tenho que agradecer a toda a equipe Cesário, ao meu treinador Roberto Streit, à minha família e a Deus, que me permitiu estar aqui hoje, por esse bom começo de temporada. Era muito difícil segurar o pessoal da categoria principal, já que são dez anos de desenvolvimento que separam os carros, mas corri tão concentrado que não queria permitir a ultrapassagem. No final, quando perdi a posição para o Guilherme, acabei tendo um problema no Power Shift, mas consegui a vitória em minha categoria e foi um fim de semana incrível”, encerrou Boni.

Veja o resultado completo da terceira corrida do fim de semana da Fórmula 3 Sudamericana no Velopark, e a situação do campeonato depois de três provas:

1) Guilherme Silva, 38 voltas em 33min53s552
2) Bruno Bonifácio (L), a 7s514
3) Fernando Kid, a 27s187
4) João Leme, a 34s395
5) Fabiano Machado, a 42s228
6) Leonardo Souza, a 52s054
7) Ronaldo Freitas, a 4 voltas
8) Matheus Stumpf (L), a 15 voltas
9) Ricardo Landi (L), a 19 voltas
10) Roberto Savério, a 30 voltas
11) Jonathan Mello (L), a 32 voltas

Classificação do campeonato

1- Guilherme Silva (Hitech Racing), 75 pontos
2- Fernando Kid (Cesário Fórmula), 48
3- Fabiano Machado (Cesário Fórmula), 45
4- João Leme (Hitech Racing), 30
5- Ronaldo Freitas (Cesário Fórmula Jr.), 22
6- Leonardo Sousa (Kemba Racing), 10

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *