F-BMW Norte-Americana: Marco Santos satisfeito com sua estréia

O catarinense Marco Santos (New Line / Feel Free / Worldpan) considerou-se, de certa forma, satisfeito com os resultados que obteve em sua estréia na Fórmula BMW Norte-Americana, que teve a primeira rodada dupla do ano realizada no Mid Ohio Car Course, em Lexington, Ohio, no último final de semana.

Apesar de não ter marcado pontos em nenhuma das duas provas que disputou, uma no sábado e outra no domingo, Marco Santos considerou que sua estréia foi bastante proveitosa, principalmente pelas duas belas largadas que fez e pelo simples fato de esta ter sido sua primeira experiência com monopostos.

“Acho que o balanço geral pode ser considerado muito bom. Fui um pouco prejudicado pelas bandeiras amarelas e senti um pouco de dificuldade em defender posições. Mas, em compensação, descobri que largo bem”, explicou Marco Santos, acostumado a competir no kart, onde as largadas são dadas em movimento. “Porém, pela posição que eu consegui na tomada de tempos para a primeira prova, eu esperava uma posição final melhor. Queria ter chegado entre os dez primeiros nas duas provas”, completou.

Para a primeira prova, Marco Santos garantiu a 14ª posição no grid de largada, composto por 26 pilotos. Logo na largada, subiu para a 11ª posição, mas uma batida logo à sua frente, ainda na 2ª volta, lhe obrigou a frear forte. Com isto, ele acabou caindo para a 20ª posição, o que lhe obrigou a fazer uma prova de recuperação. O piloto de Blumenau passou então a mostrar a costumeira garra, tantas vezes presente no kartismo, e fez cinco ultrapassagens, para terminar a prova em 15º.

“Eu poderia ter terminado ainda mais à frente, mas um acidente fez com que a prova terminasse com bandeira amarela”, lamentou Marco Santos.

Na segunda prova, largando em 22º, Marco Santos fez novamente uma bela largada e em poucas curvas assumiu a 15ª colocação. Outro acidente fez com que a Direção de Prova utilizasse a bandeira amarela novamente, momento em que foi ultrapassado por um concorrente. Quando a pista foi liberada, o piloto New Line / Feel Free / Worldpan tratou de atacar novamente. “Esse piloto que me ultrapassou em bandeira amarela era mais lento do que eu, mas mesmo assim não consegui passá-lo. Quando tentei, ele acabou me fechando e eu acabei na brita”, disse Marco, explicando a razão de seu abandono na segunda prova, que começou com chuva e acabou secando.

De qualquer forma, Marco e sua equipe, a Haberfeld & Walker Racing, comemoraram bastante uma visível melhora no desempenho do carro, o que projeta uma boa performance no próximo final de semana, quando será realizada a segunda rodada dupla da temporada, no Lime Rock Park, em Connecticut.

“Agora o nervosismo da estréia já passou, já estou bem mais ambientado com o carro e a categoria e espero obter melhores resultados”, projeta Marco Santos, que foi o autor da segunda volta mais rápida da segunda prova.

As provas foram vencidas por Reed Stevens e Daniel Morad.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *