F-Ford Inglesa: Brasileiro Victor Corrêa quer brigar pela pole position na sexta-feira

Piloto mineiro é o único representante da América do Sul no Festival Mundial.

Como em todos os anos, o Festival Mundial de Fórmula Ford, que reúne os principais pilotos da categoria em todo o mundo, encerra a temporada 2008 do automobilismo britânico. E o torneio não apenas fecha com chave de ouro mais um ano de competições na Inglaterra. É neste certame que os novos talentos do automobilismo mundial aceleram em busca da fama, aos olhos de todos no país que é sede da maior parte das equipes da Fórmula 1.

“É uma grande oportunidade. Todos que estão aqui são talentosos e vieram para ganhar. Vai ser uma grande competição”, comenta o mineiro Victor Corrêa (Unifenas/Flash Power/Cooparaiso), único brasileiro que vai disputar a competição este ano. As atividades vão desta sexta-feira (17/10) até domingo (19/10), no tradicional circuito inglês de Brands Hatch.

Após treinar duro, fazendo 15 sessões de 30 minutos cada para acertar seu carro durante toda a semana, Victor Corrêa entra na pista nesta sexta-feira para a definição do grid de largada. “Espero melhorar ainda mais o meu carro para a classificação e com certeza vou brigar pela pole position”, fala o titular da Jamun Racing, que ficou entre os cinco mais rápidos ao final dos treinos livres. O primeiro foi o inglês David Brown, da Van Diemen, fábrica que sempre prioriza o Festival Mundial e veio com muita força na rodada tripla final da Fórmula Ford Inglesa, no último fim de semana, em Donington Park, quando o brasileiro venceu uma das provas.

Como atrai um grande número de participantes, o torneio é disputado em sistema eliminatório. No sábado serão disputadas as primeiras corridas, válidas pelas quartas-de-final. No domingo o clima de decisão aumenta com as duas semifinais e a grande final do Festival Mundial. “É tudo novo para mim. Mas acho o formato legal, tenho que dar o melhor em todas as corridas para ir bem até a final”, afirma o esportista que foi quarto colocado em seu ano de estréia na Fórmula Ford Inglesa. O torneio conta com a presença de mais de 40 pilotos, de pelo menos nove nacionalidades diferentes.

O alfenense está bastante confiante e animado com o trabalho que desenvolveu durante a semana em Brands Hatch. “Nós do pelotão da frente estamos andando no mesmo ritmo. Consegui acertar o carro aos poucos, agora está quase no ponto. Está rápido, mas dá para melhorar mais um pouquinho”, conta o piloto da Unifenas/Flash Power/Cooparaiso. Victor conhece muito bem a pista, afinal foi lá que ele conquistou sua primeira vitória no automobilismo internacional.

O tradicional Festival Mundial de F-Ford acontece anualmente desde 1972. Trinta e cinco pilotos de onze nacionalidades diferentes já levaram o título para casa, incluindo os brasileiros Chico Serra (1977), Roberto Pupo Moreno (1980) e Niko Palhares (1989). Nada menos do que 14 campeões do Festival Mundial chegaram à F1. Além de Moreno e Serra, a lista inclui nomes como Johnny Herbert, Eddie Irvine, Mark Webber e Jenson Button, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *