F-Ford Inglesa: Mineiro Victor Corrêa embala seqüência de bons resultados na Inglaterra

Ele conquistou sua primeira vitória, além de largar na primeira fila e liderar as últimas quatro corridas.

No ano de 2008 mais um jovem talento brasileiro mostra seu talento e qualidade nas pistas internacionais. Após passar por um difícil período de adaptação, o mineiro Victor Corrêa (Unifenas/Cooparaiso/Flash Power) começa a colher resultados importantes na Fórmula Ford Inglesa, a mais tradicional categoria-escola do automobilismo mundial. O ápice veio no último domingo (13/7), no tradicional circuito de Brands Hatch, quando o jovem piloto conquistou sua primeira vitória no exterior. “Eu dormi sorrindo! O mais legal é que todo mundo da categoria parecia estar esperando, torcendo por essa minha vitória, até as outras equipes”, garante o esportista, que ocupa a quarta posição no campeonato.

Victor Corrêa ficou bastante feliz e impressionado com a maneira como foi tratado após subir no lugar mais alto do pódio pela primeira vez na Inglaterra. “Todos ficaram contentes, vieram festejar, disseram que foi brilhante. Parecia que eu tinha ganhado o campeonato! Acho que é porque eu sou brasileiro e levei nosso jeito para a categoria”, afirma. O mineiro anda está radiante por ter sentido o gostinho de cruzar a linha de chegada em primeiro no exterior, e destacou a importância do resultado. “Vencer aqui é legal. No Brasil venci os melhores pilotos brasileiros na Fórmula São Paulo, e aqui cheguei na frente de gente do mundo inteiro, de mais de dez países diferentes”, explica o titular da Jamun Racing. Mais da metade dos pilotos da Fórmula Ford é de fora da Terra da Rainha. São representantes da Inglaterra, França, Bélgica, Austrália, Dinamarca, Holanda, Escócia, Irlanda, País de Gales e Brasil.

A evolução e adaptação apresentada por Victor não se resumem apenas a essa vitória. Nas últimas quatro provas, disputadas em dois templos do esporte a motor mundial, Spa-Francorchamps na Bélgica e Brands Hatch na Inglaterra, o jovem piloto largou na primeira fila e chegou a liderar todas as corridas. “Desde o começo do ano estou trabalhando para isso. Tive dificuldades naturais de morar longe da família, de não falar bem o inglês, me adaptar ao país. Tive que me acostumar ao carro, aos circuitos, à equipe e principalmente ao tipo rápido e altamente disputado das corridas da Fórmula Ford”, lembra o piloto da Unifenas/Cooparaiso/Flash Power. Ele garante que agora as coisas estão diferentes. “Estou adaptado e o reflexo disso tem sido os bons resultados nestas últimas quatro corridas”, conta.

Após alcançar essa seqüência positiva o representante de Alfenas, sul de Minas Gerais está ainda mais estimulado a manter os bons resultados até o final da temporada. “Agora quero melhorar mais ainda, vou continuar batalhando como sempre fiz. Gostei de vencer e quero repetir. Ainda dá tempo de ir atrás do terceiro lugar no campeonato”, afirma o quarto colocado, que faz sua primeira temporada no automobilismo internacional. Ainda faltam cinco etapas para o final da Fórmula Ford Inglesa.

Com o final da temporada chegando e culminando suas boas performances em corridas importantes, Victor já começa a vislumbrar o passo seguinte em sua carreira. “Algumas portas já se abriram para a Fórmula Renault Inglesa e a para a Fórmula 3 Inglesa e Espanhola. As oportunidades estão surgindo, mas quero definir alguma coisa só depois do Festival Mundial de Fórmula Ford, em Brands Hatch, no final do ano”, ressalta. No entanto o mineiro já pensa no caminho que pretende seguir. “Só quero continuar aqui na Inglaterra, e vou precisar do apoio de todos aí do Brasil”, almeja.

Assim está o campeonato da Fórmula Ford Inglesa após 20 etapas:

1) Wayne Boyd (IRN), Mygale, 536
2) Tim Blanchard (AUS), Mygale, 482
3) Chris Maliepaard (HOL), Mygale, 370
4) Victor Corrêa (BRASIL), Mygale, 338
5) Linton Stuteley (ING), Mygale, 321
6) Matt Hamilton (ING), Mygale, 301
7) Marco Sorensen (DIN), Van Diemen, 273
8) Adrian Campfield (ING), Spectrum, 258
9) David Brown (ESC), Van Diemen, 227
10) James Cole (ING), Mygale, 187
11) Rogier De Wit (HOL), Mygale, 182
12) Westley Barber (ING), Comtec, 176
13) Philippe Layac (FRA), Mygale, 158
14) Garry Findlay (ING), Mygale, 116
15) Chrissy Palmer (ING), Ray, 113
16) Glen Wood (AUS), Spectrum, 108
17) Alex Jones (ING), Spectrum, 45
18) Matt Dobson (ING), Van Diemen, 28
19) Felix Scott (ING), Spirit, 23
20) Jamie Jardine (ING), Comtec, 22
21) Peter Dampsey (ING), Mygale, 20
22) Francisco Weiler (BRA), Comtec, 16
23) Adam Batch (ING), Ray, 14
24) Callum Holand (ING), Van Diemen, 6
25) Peter Daglish (ING), Ray, 5 pontos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *