F-Ford: Mineiro Victor Corrêa volta a competir em Brands Hatch

Famoso circuito vai receber o Festival Mundial de Fórmula Ford no fim do ano.

Depois de ter em Spa-Francorchamps, na Bélgica, a sua melhor atuação na Fórmula Ford Inglesa, o mineiro Victor Correa (Unifenas/Cooparaiso/Flash Power) volta a competir neste fim de semana (12 e 13/07) na Inglaterra, no também tradicional e desafiador circuito de Brands Hatch. “Na primeira vez que corri lá este ano, eu tive muitos problemas e nada deu certo. Mas agora estou renovado e confiante. Na última etapa em Spa eu fiz minha primeira pole, bati o recorde da pista e briguei pela vitória durante toda a corrida”, lembra o alfenense, que faz sua primeira temporada na mais tradicional categoria-escola do automobilismo mundial. As corridas são válidas pelas 19ª e 20ª etapas da competição.


 


Victor Corrêa está concentrado e ainda mais motivado para esta corrida, pois é justamente em Brands Hatch que é disputado no fim de todos os anos o famoso Festival Mundial de Fórmula Ford, que reúne os principais competidores de todo o mundo. “É muito importante eu conseguir um bom desempenho, acertar bem meu Mygale e me aperfeiçoar ainda mais nessa pista. Quero estar voando para competir no Festival Mundial no final do ano”, garante o piloto, que ocupa a quarta colocação na tabela de classificação.


 


Está é a segunda vez que o circuito recebe etapas da Fórmula Ford em 2008. O representante da Unifenas/Cooparaiso/Flash Power está confiante em superar as dificuldades que enfrentou nas 10ª e 11ª etapas da competição. “Naquele fim de semana minha telemetria não funcionou nos treinos e não pude acumular toda a base de dados para acertar o carro. Depois, fui jogado para fora da pista nas duas corridas. Agora estou mais adaptado a tudo e confio em mim e na minha equipe para andar bem”, afirma o titular da Jamun Racing.


 


O circuito de Brands Hatch já recebeu o GP da Inglaterra e da Europa de Fórmula 1, e é bastante apreciado pelos pilotos. O desafiador e seletivo traçado de 3,7 km conta com nove curvas de raios e ângulos variados, além de seqüências de subidas e descidas. “Todo mundo gosta de correr aqui, e comigo não é diferente. Ela é muito técnica, exige bastante dos pilotos. Agora quero aproveitar todo o tempo para competir e me divertir”, conclui.


 


Assim está a Fórmula Ford Inglesa após 18 etapas:


 


1) Wayne Boyd (IRN), Mygale, 497;


2) Tim Blanchard (AUS), Mygale, 439;


3) Chris Maliepaard (HOL), Mygale, 328;


4) Victor Corrêa (BRASIL), Mygale, 300;


5) Linton Stuteley (ING), Mygale, 291;


6) Matt Hamilton (ING), Mygale, 284;


7) Marco Sorensen (DIN), Van Diemen, 225;


8) Adrian Campfield (ING), Spectrum, 203;


9) David Brown (ESC), Van Diemen, 189;


10) Westley Barber (ING), Comtec, 176;


11) James Cole (ING), Mygale, 167;


12) Rogier De Wit (HOL), Mygale, 160;


13) Philippe Layac (FRA), Mygale, 154;


14) Garry Findlay (ING), Mygale, 116;


15) Chrissy Palmer (ING), Ray, 111;


16) Glen Wood (AUS), Spectrum, 84;


17) Alex Jones (ING), Spectrum, 40;


18) Matt Dobson (ING), Van Diemen, 28;


19) Felix Scott (ING), Spirit, 23;


20) Jamie Jardine (ING), Comtec, 22;


21) Francisco Weiler (BRA), Comtec, 16;


22) Adam Batch (ING), Ray, 14;


23) Callum Holand (ING), Van Diemen, 6;


24) Peter Daglish (ING), Ray, 5 pontos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *