F-Mazda: Ernesto Otero encara mais um desafio no Canadá neste fim de semana

Piloto carioca disputa oitava etapa da Fórmula Mazda no tradicional circuito de Mosport, que já recebeu a Fórmula 1 nas décadas de 1960 e 1970. Prova corresponde ao final do período de maior atividade do campeonato.

A oitava etapa da Fórmula Mazda será realizada neste fim de semana no tradicional circuito de Mosport, no Canadá. A prova corresponde ao final do período de maior atividade no campeonato, e marca a terceira corrida realizada pela categoria em três finais de semana consecutivos. Passada esta etapa, restarão apenas quatro eventos para o fim do calendário, o que torna a corrida canadense decisiva para os dez pilotos com maiores chances de chegar ao título.


 


Oitavo colocado na tabela de classificação após o descarte do pior resultado (e décimo na soma geral dos tempos), o carioca Ernesto Otero tem boas expectativas para a corrida realizada na cidade de Bowmanville, localizada na província de Ontário – a mais populosa e uma das mais importantes do país. O circuito de Mosport foi sede dos GPs do Canadá de Fórmula 1 nos anos de 1967 e 1969, e voltou a receber a principal categoria do automobilismo internacional entre as temporadas de 1971 e 1977.


 


“Esta será uma prova decisiva para o campeonato, e meu objetivo será o mesmo das corridas anteriores: subir algumas posições na tabela”, enfatizou Otero. “Desde que solucionamos os problemas mais graves do carro tenho andado constantemente entre os seis primeiros, e é isso que espero na rodada deste fim de semana”, falou o brasileiro.


 


Animado com a possibilidade de competir em mais um circuito tradicional no continente – o calendário da F-Mazda, aliás, é composto basicamente por pistas carregadas de história, como Watkins Glen, Sebring e Trois-Riveires –, Otero espera superar a fase de adaptação ao traçado já nos treinos livres, para poder brigar por uma vaga nas três primeiras filas do grid de largada.


 


“A Fórmula Mazda é uma categoria ótima porque, além de ter um carro muito gostoso de guiar, grid superior a 22 pilotos e grande competitividade, oferece a oportunidade de corrermos em pistas bastante tradicionais. Isso é legal para qualquer piloto. Só tenho a dificuldade de ainda não conhecer praticamente nenhum traçado, mas para um primeiro ano na categoria, acho que os resultados estão muito bons”, declarou o brasileiro.


 


Na etapa passada, realizada nas ruas de Trois-Riveires, Otero recebeu a bandeirada na sexta posição, a apenas um milésimo de segundo do quinto lugar, conquistado pelo líder do campeonato, o inglês Charles Hall. Cada vitória na Fórmula Mazda pode render ao piloto até 45 pontos, em caso de primeira colocação acompanhada de pole position e melhor volta. Passadas sete corridas, os dez primeiros colocados na classificação geral da competição (já considerado o descarte do pior resultado de cada um) são:


 


1) Charles Hall, 227


2) John Edwards, 217


3) Joel Miller, 214


4) Alex Ardoin, 213


5) Peter Dempsey, 212


6) Tom Gladdis, 210


7) Billy Goshen, 179


8) Ernesto Otero, 168


9) Taylor Hacquard, 161


10) Kristy Kester, 160

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *